terça-feira, 18 de Outubro de 2011 13:17h Dácio Fernandes

Sedes da Copa 2014 e calendário Copa Confederações 2013 serão divulgados quinta-feira pela Fifa

Uma reunião ontem em Zurique, definiu o calendário da Copa das Confederações 2013, as sedes e estádios de abertura e encerramento da Copa 2014. Um documento foi elaborado e encaminhado ao Comitê Organizador dos eventos, juntamente com a Fifa.


O resultado oficial, porém, só será divulgado na quinta feira. São Paulo é favorita à abertura, mas Belo Horizonte, Salvador e Brasília “correm por fora”. As sedes da Copa das Confederações e o Maracanã como palco da final em 2014, já são decisões tomadas, apesar de  não oficiais. Como São Paulo está fora do evento em 2013, por não ter ainda concluído as obras de seu estádio, os rivais pela partida de abertura da Copa ainda alimentam uma esperança.
Doze cidades foram escolhidas como sedes da Copa de 2014: Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Recife, Porto Alegre, Curitiba, Fortaleza, Cuiabá e Natal. Desde o anúncio do Brasil como organizador do evento, o Rio trabalha como local da final do dia 13 de julho: palco da decisão de 1950, o Maracanã é dado como certo para a decisão do segundo Mundial no Brasil.


A abertura é a grande dúvida. São Paulo, que de início apresentou o Morumbi como opção e acabou vendo suas chances se voltarem para o futuro estádio do Corinthians, é apontada como favorita. Belo Horizonte aposta no bom andamento das obras no Mineirão para convencer a Fifa e até foi escolhida pelo COL para receber o evento oficial que marcou os 1.000 dias para a competição. Ao lado de Pelé, a presidente da República, Dilma Rousseff, participou das comemorações na capital mineira. Também com obras adiantadas, Salvador e Brasília disputam com os "rivais" do Sudeste.

 

 

Calendário da Copa das Confederações


A reunião em Zurique também vai definir o calendário da Copa das Confederações, que acontecerá entre 15 e 30 de junho de 2013. As 12 cidades de 2014 podem ser escolhidas, mas os dirigentes da Fifa e do COL levarão em consideração o panorama das obras dos estádios para a Copa.
O Maracanã, que sofreu com as constantes greves dos operários, teve sua reforma atrasada em dois meses. Contudo, Sergio Cabral, governador do Rio de Janeiro, garantiu que tudo será entregue a tempo da Copa das Confederações e o estádio é cotado para a final.


A Fifa anunciou em maio que a cidade de São Paulo está fora da Copa das Confederações. Natal também não terá o estádio pronto antes de junho de 2013. Brasília e Belo Horizonte disputam o direito de abrir a competição. A dúvida que persiste é quanto o número de sedes. Podem ser cinco ou até seis.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.