sexta-feira, 10 de Junho de 2011 17:03h Atualizado em 11 de Junho de 2011 às 09:46h. Luciano Eurides

SEL oficializa terceiro jogo entre Costas e Quilombo

A Copa Rural de Divinópolis terá uma partida a mais para decidir o semifinalista a disputar com a comunidade de Lagoa. Na categoria aspirantes a Secretaria de Esportes e Lazer de Divinópolis (SEL) marcou para o Campo dos Costas a partida envolvendo os donos da casa e o Quilombo. No último domingo a equipe dos Costas venceu por 2x1 e estaria classificada se não fosse o fato de Alessandro Padilha estar suspenso e ter jogado normalmente. A Secretaria de Esportes e Lazer (SEL) publicou a eliminação da equipe, o time recorreu e pediu terceiro jogo. A Comissão disciplinar não conseguiu definir se Costas deveria ser punido ou não, marcou o terceiro jogo mesmo sem Quilombo concordar. A representação de Quilombo não garantiu a presença e nem mesmo a regularidade dos jogadores.


Segundo o coordenador da Copa Rural de Divinópolis, Edson Luís, o jogador Alessandro Padilha recebeu cartão vermelho, foi punido com dois jogos de suspensão. Cumpriu a automática contra o Quilombo na primeira partida das quartas de finais. No jogo de volta ele jogou normalmente e a SEL divulgou a perda dos pontos conforme manda o regulamento. Na segunda-feira, a equipe dos Costas entrou com um recurso alegando não saber da suspensão do jogador. Segundo Edson Luís duas notas oficiais foram emitidas e distribuídas para as equipes, no entanto Costas alega não tê-la recebido no primeiro jogo contra o Quilombo.


O coordenador informou ainda ter ligado para a representante em trabalho no dia, que confirmou não ter entregue a nota oficial a equipe dos Costas e assim absolveram de qualquer culpa a equipe. Estranho a isso é o fato da segunda nota oficial também não chegar aos Costas no dia do jogo. Ainda mais estranho é a decisão de um terceiro jogo. Para o entendimento da equipe do Quilombo se houve a irregularidade a equipe deve ser punida e desclassificada a exemplo de Perobas e Branquinhos (estas também não protocolaram as notas oficiais a respeito da suspensão de seus atletas). O representante da equipe do Quilombo não aceitou fazer o terceiro jogo e pede uma decisão a respeito da irregularidade. “Se o jogador estava legalmente em condições de jogo, Costas venceu e segue na competição. Se estava irregular, perde os pontos e vamos para o confronto com a Lagoa. Não podemos aceitar um meio termo e ainda com despesas a mais para o time e para o poder público”, alegou.


A decisão foi publicada ontem e uma comissão de representantes envolvendo as equipes de Quilombo, Perobas e Branquinhos tentam uma audiência com o prefeito municipal de Divinópolis Vladimir Azevedo. Ainda de acordo com informações de atletas da comunidade o time pode simplesmente não aparecer em campo, ou até mesmo comparecer com jogadores irregulares, para assim manifestar a indignação de ter sido punida por um erro não cometido. Para a diretoria, obrigar a novamente entrar em campo contra os Costas é uma punição para quem nada de errado fez.

 

COPINHA


A reunião para a formação dos grupos para a disputa da Copinha Divinópolis de futebol foi remarcada para o dia 16 de junho às 19h. A competição será disputada em três categorias, e tem inicio programado para o mês de julho.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.