sábado, 20 de Junho de 2015 11:37h

Seleção Brasileira não se mostra preocupada com julgamento de Neymar

Os jogadores brasileiros voltaram aos treinamentos na tarde desta quinta-feira após a derrota para a Colômbia na Copa América

Enquanto os titulares fizeram um trabalho de recuperação muscular na própria concentração, os reservas realizaram ensaios táticos no Centro de Treinamento Azul, em Santiago.
A principal ausência no grupo foi a de Diego Tardelli, poupado dos treinamentos por fadiga muscular (sua ausência já havia sido programada pela comissão técnica). Tardelli é uma das opções do técnico Dunga para substituir Neymar, suspenso para a próxima partida, domingo, contra a Venezuela. A partida vale a vaga da Seleção Brasileira na próxima fase da Copa América.
Apesar da ausência de Tardelli, Dunga teve chance de treinar os outros candidatos à vaga do capitão brasileiro, como Fred, Phillippe Coutinho, Douglas Costa, Robinho e Éverton Ribeiro. Os mais cotados, no entanto, são Fred, Douglas Costa e Robinho. A definição da equipe titular para o jogo decisivo deverá ser feita no treino desta sexta-feira.
Dunga também ensaiou jogadas de bola parada, um dos problemas da Seleção na derrota para a Colômbia e também na estreia, contra o Peru. Não houve brincadeiras no primeiro treinamento depois da derrota, mas os jogadores estavam tranquilos. "Nós não éramos os melhores com a sequência de 11 vitórias e também não somos os piores com uma derrota", afirmou o zagueiro Miranda, na saída do estádio.
Apesar da péssima atuação e da derrota para a Colômbia, quarta-feira à noite, o Brasil vai chegar à última rodada da Copa América como líder do seu grupo. Nesta quinta, em Valparaíso, o Peru venceu a Venezuela por 1 a 0 e deixou praticamente tudo igual no Grupo C. Cada equipe tem uma vitória e três pontos, mas os brasileiros marcaram dois gols e venceram o confronto direto contra o Peru.
Na prática, isso significa muito pouco, uma vez que tudo será definido na última rodada. Brasil e Venezuela serão beneficiados porque jogam mais tarde, amanhã, às 18h30 do horário de Brasília. Se Colômbia e Peru empatarem em 0 a 0, por exemplo, o Brasil sabe que fica em primeiro, mesmo se também empatar sem gols.
Se o Brasil vai jogar desfalcado de Neymar, a Venezuela não vai poder contar com Amorebieta. O lateral-esquerdo fez falta em Guerrero, tentou pular o atacante peruano e pisou o rival. O árbitro interpretou o pisão como intencional e expulsou o venezuelano, ainda aos 27 minutos do primeiro tempo.
O jogo, que era parelho, ficou melhor para o Peru, que passou a pressionar. O gol saiu aos 26 minutos, depois de uma saída errada da Venezuela. Cueva abriu para Guerrero, que escorou até Pizarro, que estufou as redes. O time venezuelano era melhor estruturado, mas não conseguiu espaço para reagir.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.