quinta-feira, 13 de Setembro de 2012 09:23h Gazeta do Oeste

Sem saber se tem apoio da direção, Roth confia em sequência do trabalho no clube

Embora o Cruzeiro tenha sofrido a terceira derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro, Celso Roth demonstra confiança de que seu trabalho terá sequência na Toca da Raposa. Depois de ouvir protestos de torcedores celestes que acompanharam o revés para o Figueirense, por 2 a 0, em Florianópolis, o treinador disse que as opiniões contrárias de “meia dúzia” não devem modificar sua opinião.

 

“Não tenho dúvida da continuidade do trabalho. O time está desequilibrado na competição. Não é meia dúzia de torcedor que vai fazer a gente mudar de opinião. Temos de saber que erramos, estancar a situação derrotas e lembrar o torcedor do Cruzeiro, inclusive essa meia dúzia que estava aqui: ano passado o Cruzeiro terminou com 11 vitórias, já estamos com 10”, afirmou Roth.

 

O técnico cruzeirense enfatizou que o clube passa por dificuldades desde o ano passado, quando evitou o rebaixamento para a Série B apenas na última rodada. Roth ainda utilizou o argumento de que a troca de treinador, o que ocorreu três vezes durante o Brasileirão de 2011, não deu resultados positivos.

 

“O torcedor é passional e a gente sabe disso. O Cruzeiro cometeu esse erro ano passado de trocar de treinador. Temos de ter a sequência de trabalho, saber que erramos e continuar o trabalho, para termos número de pontos suficientes da grandeza do Cruzeiro”, disse.

 

“O Cruzeiro vem tendo problemas não é de agora. Entramos quatro dias antes do Campeonato Brasileiro para, justamente, buscar essa regularidade dentro do campeonato. A gente sabia que o jogo aqui é sempre muito difícil e complicado. Vários times tiveram dificuldades aqui. Mas temos de seguir o caminho, o trabalho, procurar errar menos e concluir quanto tiver oportunidade”, acrescentou Celso Roth.

 

Questionado se superar a campanha de 2011 não seria pouco para o Cruzeiro, o treinador concordou. “É pequeno sim. Estou lembrando só. Ainda temos 14 jogos, a probabilidade de alcançar esse número é clara. Vamos alcançar número bem maior. Mas o Cruzeiro está tendo problemas desde o ano passado. O torcedor está acostumado com a vitória, e eu também estou acostumado com a vitória. Temos de ter cabeça no lugar e continuar o trabalho”, disse.

 

Apesar de demonstrar confiança na sequência de seu trabalho na Toca da Raposa, Celso Roth afirmou que não sabe se conta com o respaldo da diretoria do Cruzeiro. “Não sei, vocês têm de perguntar para eles”, ressaltou.

 

Ao analisar a derrota para o Figueirense, o treinador lamentou a repetição de erros, mas ficou satisfeito com o comportamento do time na etapa final. “Tivemos um primeiro tempo horroroso. O segundo tempo melhorou, mas já estava 1 a 0”, comentou.

 

“De novo houve um erro coletivo. A gente busca, muda esquema tático para sair de duas derrotas, leva o primeiro gol, tem oportunidade de empatar e não consegue fazer. O importante é que, pelo menos, no segundo tempo, tivemos reação, lutamos, mas não conseguimos. Sabíamos que o jogo aqui é difícil. Depois, com um a menos é mais complicado ainda. Perdemos o jogo e temos de continuar trabalhando para estancar esse tipo de coisa”, complementou.

 

 

 

 

 

 

 

SUPERESPORTES

saber, apoio, direcao, roth, confia, sequencia, trabalho, clube

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.