quinta-feira, 2 de Agosto de 2012 13:55h Luciano Eurides

Semana para descanso

Essa ‘folga’ é um dos motivos pelo qual o técnico Celso Roth considera que a semana do Cruzeiro é tranquila, após a vitória de 2 a 1 sobre o Palmeiras-SP, no último domingo, no Independência.

Depois de duas semanas seguidas com jogos em intervalos de três ou quatro dias (rodadas nos finais de semana e também com partidas às quartas e quintas), o Campeonato Brasileiro deu uma folga, e a 14ª rodada será apenas no final de semana. Com isso, o Cruzeiro quer aproveitar a semana livre para treinamentos (já que o time não disputa a Copa Sul-Americana), para ganhar ainda mais ritmo visando a partida de domingo, contra a Ponte Preta-SP, às 18h30, no estádio Independência.

 


Essa ‘folga’ é um dos motivos pelo qual o técnico Celso Roth considera que a semana do Cruzeiro é tranquila, após a vitória de 2 a 1 sobre o Palmeiras-SP, no último domingo, no Independência. “Pelo resultado, obviamente, e também pelo aspecto de a gente não ter jogo no meio de semana. Depois de 15 dias, um pouco mais, com jogos nos finais de semana e no meio de semana, a gente sente um pouco. Mas, eu acho que temos que aproveitar. Este é o ponto principal. Temos a Copa Sul-Americana, que algumas equipes vão disputar, e não vão ter tempo de respirar. Nós temos esse tempo e temos que saber aproveitar. Vamos aproveitar bem, a semana para que a gente possa fazer um bom jogo contra a Ponte Preta”.

 


O atacante Borges, autor dos dois gols cruzeirenses na vitória sobre o Palmeiras-SP, vê a semana ‘livre’ de forma positiva para que os jogadores possam recuperar a condição física. “Importantíssimo, até porque você vem numa sequência muito grande, quartas e domingos, e agora você ganha uma semana para, de repente, alguns jogadores que se lesionaram ter a oportunidade de se recuperar. E a semana serve para isso, para você ajeitar a equipe e recuperar os jogadores que estão vindo em uma sequência”.

 


Borges também destaca que, com um tempo maior de trabalho, é possível que o técnico Celso Roth avalie melhor o time e teste algumas situações. “E também para algum esquema de jogo que o Celso queira treinar e vai ter um tempo para trabalhar isso. Com jogos às quartas e domingos não tem como fazer isso, porque você joga num dia, no outro faz um trabalho regenerativo e aí já está em cima do jogo. Esta semana é benéfica para nós, temos que aproveitar bastante para não errar no domingo. Se Deus quiser, no domingo, vamos conquistar mais uma vitória, que será importante para a gente se aproximar dos líderes do campeonato”.

 

 

GALO

 


A expectativa era de que o Atlético pudesse voltar ao Rio depois do empate sem gols com o Fluminense e se reabilitar com resultado positivo diante do Flamengo, sábado, às 18h30, fora de casa. No entanto, a partida será adiada para 22 de agosto. O problema é que o Botafogo, administrador do estádio,  enviou ofício à Ferj (Federação de Futebol do Rio de Janeiro) pedindo a interdição do Engenhão, devido às péssimas condições do gramado. O diretor de competições da CBF, Virgílio Elísio, fez vistoria ontem à tarde no estádio para avaliar as condições do gramado e hoje de manhã a entidade divulgará o laudo. Mas fontes na CBF já garantiam ontem à noite que  a partida está adiada.

 


A mudança de data atenderia aos interesses do Flamengo, que não aceita jogar fora do Rio (a princípio, o jogo poderia ser transferido para Macaé ou Volta Redonda).  A diretoria rubro-negra pretendia até baixar os preços dos ingressos na tentativa de encher o estádio e pôr fim à fase ruim da equipe.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.