terça-feira, 29 de Outubro de 2013 05:27h Luciano Eurides

Semifinal extraordinária no Divinópolis Clube

Leandro Morcego oportuniza tarde de herói para o goleiro Pó

O Campeonato do Divinópolis Clube, categoria adulta, já conhece seus finalistas e não faltou emoção. Dr Sono garantiu a vaga depois de uma verdadeira odisseia frente a Gerais Imóveis. Na outra semifinal a Divimed garantiu a vaga.
A partida entre Dr Sono e Gerais Imóveis teve todos os ingredientes de um grande clássico. Logo no início da partida Tiago Piabba cobrou o escanteio, o volante Leandro Morcego e o goleiro Pó se enrolaram na bola e foi gol da Gerais Imóveis. O Dr Sono tinha uma melhor posse de bola, mas não conseguia obrigar o experiente goleiro Marcinho a fazer boas defesas, já a Gerais Imóveis chegava com perigo. Foi Pó quem mais defendeu na primeira etapa. O festival de gols perdidos era um aviso acerca das dificuldades a serem enfrentadas.
No segundo tempo, depois de certo domínio da Dr Sono, tímido, mas existente, o gol para colocar uma pitada de pimenta na partida. Leandro Morcego cobrou falta da entrada da área e fez o gol de empate. A reclamação da Gerais é de uma posição irregular, mas a arbitragem não entendeu da mesma forma, os nervos ficaram a flor da pele e uma bomba relógio já apitava. Com 1x1, placar levava para as penalidades as duas equipes que se armaram para atacar, Igor recuperou uma bola na área de defesa, saiu em velocidade e Leandro Morcego deu o carrinho, atingindo a bola, mas Igor, de acordo com a arbitragem elevou o cotovelo atingindo a boca de Leandro. O tempo fechou e muita discussão, Marcinho entrou na confusão e recebeu cartão azul, Igor recebeu o vermelho. Tanaka, capitão da equipe da Gerais foi para o gol, ainda Renan, também por cotovelada recebeu o cartão vermelho, assim a Gerais com dois atletas a menos e um goleiro improvisado teve de se segurar. Gabriel da Dr Sono, por uma falta no goleiro foi expulso, já no final da partida. Placar final 1x 1 e a decisão foi para os pênaltis.
Se Leandro Morcego era o homem do jogo, marcou gol, conseguiu a expulsão de um jogador adversário e levava a Dr Sono até os pênaltis, o goleiro Pó colocaria o time na grande final. Defendeu as cobranças de Piabba e Helcinho. Já Fredinho, Murilo, Morcego e Felipe marcaram para a Dr Sono estar na grande final. Muita comemoração para a equipe vencedora. Para a Gerais ainda efetuaram as cobranças de penais o Sizenando e Daniel Carregal, estes marcaram os gols e o placar final 4x2.
DIVIMED
A equipe da Divimed conseguiu a vaga na final também de forma dramática, a Max Shop precisava da vitória para levar a decisão para as penalidades e o conseguiu até os 33 minutos. O atleta Zumbi sofreu falta e estourou o limite, Messias cobrou e empatou o jogo. A exemplo da partida semifinal do sábado a arbitragem sofreu com a ação de atletas e o tempo esquentou na sede campestre.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.