segunda-feira, 1 de Fevereiro de 2016 12:35h Site Oficial da CBF Brasil

SEMINÁRIO DE ARBITRAGEM

Aranda e o processo de seleção de árbitros

Encontrar árbitros de qualidade não é tarefa fácil. Exige planejamento, conhecimento e muito trabalho. Foi justamente sobre isso que falou o ex-chefe de arbitragem da FIFA, José Maria Garcia-Aranda, nesta segunda-feira (1), segundo dia do Seminário Internacional de Arbitragem realizado pela CBF.

García-Aranda citou cinco etapas deste processo de seleção, que passa pelas comissões estaduais, responsáveis por prospectar candidatos e realizar os testes e treinamentos.

As cinco etapas passam por testes físicos, análises de vídeos com tomada de decisão em cima do lance, provas técnicas e avaliação individual feita pela comissão. Com base nos resultados obtidos nos testes, somados a opinião da banca, os árbitros são selecionados.

- O futebol brasileiro é referência no mundo, então a arbitragem também tem tudo para ser. Fico muito feliz em participar deste encontro e poder trocar experiências com tanta gente qualificada - comentou José María García-Aranda.

O Seminário não para por aí. A programação segue até terça-feira (2). Ainda nesta segunda-feira, a Escola Nacional de Árbitros de Futebol (ENAF) fala de um tema muito importante: o projeto da CBF para o uso de vídeo durante as partidas. No último dia, García-Aranda volta ao palco para falar sobre "o papel do árbitro internacional moderno".

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.