quarta-feira, 15 de Abril de 2015 11:32h Atualizado em 15 de Abril de 2015 às 11:38h. Luciano Eurides

Sevilha perde o jogo e a liderança do Copão Interlagos

O Copão Interlagos tem novo líder, o Canabis. A equipe venceu o Barcelona e ainda contou com a derrota do Sevilha, frente ao Napoli

Esta foi a quinta rodada da competição, que já tem 83 gols marcados e uma média ainda muito alta de 4,15 gols por partida. Restando duas rodadas para o fim da fase de classificação, apenas Leon e Barcelona não têm chances de classificação.  São seis times na briga por quatro vagas.
No final de semana tivemos o clássico Sevilha 1 a 2 Napoli. As duas equipes do bairro Interlagos fizeram um jogo bem disputado. O Napoli mais intenso em campo e bastante funcional. Todos os setores trabalharam com muita seriedade.
Já pelo lado do Sevilha, nada dava certo, errou do início ao fim. O ataque perdeu muitos gols, o meio-campo tentou resolver e não conseguiu, o time ficou ansioso. O Napoli se aproveitou e, de pênalti, abriu o placar. Lucas cobrou e fez 1 a 0. A situação para o Sevilha somente piorava quando Tutti, caído no meio de dois zagueiros, chutou no cantinho e fez 2 a 0. Algumas confusões, normais para um clássico, e no final da partida Julio diminuiu para o Sevilha.
Lucas, do Napoli, garante que a vitória dá moral e condições do time brigar ainda mais pela classificação. “É um clássico, os melhores jogadores da cidade no time deles, um timaço. Não entramos como favoritos no jogo, mas valeu a raça do grupo, todos ajudaram e precisávamos da vitória para encostar no G4 e deu certo. Agora é continuar nessa corrida para a classificação à semifinal. Precisávamos dela de qualquer jeito, ganhamos do líder para vir para o próximo jogo ainda mais forte e em busca de ser campeão. Um jogo pegado, mas difícil. E um jogo bom é assim”, garantiu.
Henrique Queijinho, goleiro da equipe do Sevilha, falou que se existe o dia em que se erra tudo, o Sevilha viveu este momento. “Hoje nada que se fazia dava certo e tem dia que é assim. Tem dia que nada que se faz dá certo. É um clássico, os dois times do bairro, todos se conhecem e um jogo pegado e ninguém gosta de perder”, declarou.
No outro jogo da tarde de domingo o Vila Valência venceu o Belvedere por 2 a 0. O time do Belvedere compareceu com oito atletas apenas, fez uma marcação bem feita e forçava o Valência a errar. O time com três atletas a mais se via em posição de impedimento em quase todas as investidas ao ataque. Quando chutava de longe, completamente sem direção. O primeiro tempo terminou sem gols.
Na segunda etapa, Matheus fez o certo. Pegou a bola, foi para cima da marcação e fez 1 a 0. Logo depois, Noturno fez 2 a 0. Os atletas do Belvedere, exaustos, não tiveram condições de continuar a partida, que foi encerrada com a vitória do Valência.
O atleta Matheus, que fez a jogada correta e abriu o marcador para a vitória do Valência, falou das condições da equipe em confirmar a classificação. “O jogo estava difícil, apertado. Eles ficaram jogando tudo atrás e dificultou para nós e ficamos nervosos também, depois acertou. Perdemos muitas chances na ansiedade de fazer o gol muito rápido, temos de continuar na mesma pegada. Vamos enfrentar o Sevilha e ver o que vai dar de agora para a frente”, garantiu.
A sexta rodada ainda não foi oficialmente divulgada, mas o Valência ainda enfrenta o Sevilha. Com esse confronto direto o Canabis está, não matematicamente, mas praticamente classificado. O União Desportivo do bairro Planalto deve encarar o Barcelona e poderá também se confirmar na fase semifinal.

 

Classificação Copão Interlagos     
Time pontos jogos vitória empate derrota gols pró gols contra saldo
Canab's 12 5 4 0 1 11 6 5
Vila Valência 10 5 3 0 2 13 4 9
Sevilha 10 5 3 1 1 15 8 7
União Desportivo 8 5 2 2 1 15 8 7
Napoli 8 5 2 2 1 7 8 -1
Belvedere 3 5 0 3 2 7 12 -5
Barcelona 2 5 0 2 3 9 16 -7
Leon 1 5 0 1 4 6 24 -18

 

Créditos: Luciano Eurides

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.