terça-feira, 29 de Dezembro de 2015 10:04h Atualizado em 29 de Dezembro de 2015 às 10:17h. Luciano Eurides

Solteiros x casados do Icaraí termina empatado

Os jogadores de futebol do bairro Icaraí se mobilizaram para fazer uma partida finalizando os trabalhos de 2015 e planejando os de 2016

Uma partida de futebol envolvendo os solteiros contra os casados, divulgado pelas redes sociais e muito comentado durante toda a semana, teve um bom público e serviu também para arrecadar alimentos, que serão doados à Vila Vicentina.

Embora o objetivo fosse uma confraternização, a partida reunia bons jogadores dos dois lados e isso elevou o nível do jogo. Tiveram jogadas bonitas, desastradas, gols perdidos e belas defesas. O primeiro tempo terminou sem gols, mostrando a competitividade instalada. No segundo tempo, os solteiros foram para cima dos casados e conseguiram o gol, Vovô aproveitou o cruzamento na área e conseguiu, enfim, vencer o goleiro Pará, que já havia feito importantes defesas. Os casados chegaram ao gol de empate em cobrança de falta, Hagá, com perfeição, colocou a bola no cantinho do goleiro e devolveu toda a euforia da comemoração dos casados.

A partida terminou mesmo empatada, pois já nos minutos finais, o jogador Sorin foi derrubado na entrada da área, a falta marcada, um dos jogadores dos casados foi expulso, os solteiros pediam pênalti, os ânimos se esquentaram e para não piorar o clima festivo, o jogo terminou.

Uma partida deste tipo tem um importante objetivo, a confraternização. Arrecadar os alimentos é um ato de caridade, muitos o fazem, mas conseguir reunir os amigos e festejar o Natal em clima de festa e sem confusão é, sem dúvida, um desafio, por isso, muitos outros lugares não conseguem fazer. Para conseguir esse feito, é necessário insistir nas atividades comunitárias.

A divulgação do espaço da comunidade para a prática do futebol foi positiva, o campo bem cuidado, o público presente, o momento é oportuno para pleitear junto ao governo municipal a inclusão do local nos planos de uma melhor infraestrutura para o futebol amador. Há espaço para fazer o mínimo necessário e, assim, receber jogos dos campeonatos locais.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.