terça-feira, 12 de Julho de 2011 11:15h Luciano Eurides

Sonho do deca título mundial no vôlei é adiado

A Rússia adiou o sonho brasileiro do decampeonato da Liga Mundial de Vôlei. Neste domingo (10.07), em Gdansk, os europeus fizeram 3 sets a 2 (23/25, 27/25, 25/23, 22/25 e 15/11) sobre o Brasil e ficaram com a medalha de ouro da 22ª edição da competição anual, que teve sua Fase Final realizada no ginásio Ergo Arena. O terceiro lugar ficou com a Polônia, que venceu a Argentina por 3 sets a 0 (25/18, 25/23 e 25/22). Na avaliação do treinador brasileiro o título foi justo e merecido. “A Rússia foi melhor e mereceu vencer. Na final, eles foram superiores a nós no aproveitamento dos contra-ataques. Neste aspecto, foram nove pontos de diferença. O saque forçado deles entrou e, devido à estatura e à capacidade de bloqueio do time, fica difícil jogar contra eles sem o passe próximo à rede. Vamos analisar tudo que fizemos na competição e tentar ver o que fica de lição”, analisou o técnico Bernardinho. Este é o segundo título dos russos na Liga Mundial. Eles foram campões também em 2002, quando a Fase Final foi realizada em Belo Horizonte, ganhando do Brasil na decisão. O oposto russo Mikhaylov foi o maior pontuador do confronto, com 27 pontos. Pelo Brasil, o capitão Giba, com 16, foi o principal destaque. Para o ponteiro Murilo, o Brasil começou o jogo com a estratégia correta, mas depois alterou a maneira de jogar e acabou tendo dificuldades. “Começamos bem, mas depois perdemos a paciência e passamos a enfrentar o bloqueio russo, o que nunca é uma boa escolha. Fizemos opções erradas e eles se aproveitaram. Estes pequenos detalhes, que muitas vezes nos favoreceram, desta vez definiram a vitória a favor deles”, explicou. Para o líbero Serginho, o Brasil não conseguiu controlar o forte saque russo e, com isso, teve problemas no sistema ofensivo. “A Rússia jogou muito bem. Fizeram o jogo que sabem fazer melhor, forçando bastante o saque, e nos criaram muita dificuldade para atacar. Ficamos com menos opções ofensivas e eles aproveitaram para nos marcar melhor. Além disso, o levantador reserva entrou bem e ajudou. Chegamos perto, mas não deu”, lamentou o defensor brasileiro.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.