quinta-feira, 19 de Fevereiro de 2015 11:01h Luciano Eurides

Técnico do Guarani testa substituto para Djalma

O Guarani não teve descanso além do normal no feriado de Carnaval

A festa do Rei Momo foi com muito trabalho e preparação para uma partida chave na pretensão das equipes de Divinópolis e Poços de Caldas. O treinador Gian Rodrigues trabalha com a possibilidade real de não contar com o meia Djalma no jogo do próximo sábado.
A equipe do Guarani de Divinópolis tem uma partida chave frente à Caldense sábado, às 17h, no estádio Ronaldo Junqueira, em Poços de Caldas. A importância do jogo está na posição em que cada equipe ocupa e o lugar a que elas podem chegar.
A Caldense é a primeira fora do G4 e obviamente pretende manter a excelente campanha e ocupar uma das quatro vagas para a fase seguinte. O Guarani é o primeiro fora da zona de rebaixamento, lugar onde não quer estar, e precisa marcar pontos, pois um resultado negativo transformaria a entrada no G4, de certa forma, uma possibilidade remota.
Visando a vitória. Assim desenham as equipes para a partida. O Guarani treinou uma equipe um pouco mais ofensiva, mas uma ousadia moderada. O treinador liberou Rafael Jataí a se apresentar mais no meio campo. O então meia-atacante Marcinho ficaria mais próximo de Fábio Júnior. Com Djalma ainda no departamento médico, não treinou e muito remota também a presença dele na partida. Neste quesito, Gian Rodrigues deixou a dúvida: Vinícius Kiss ou Walterson.
No treino ele iniciou com Vinícius Kiss, assim, o volante se adianta um pouco e fecha-se o meio campo, conforme ele fez na partida contra o Cruzeiro. Para Kiss, se ele for a opção, estará preparado para o desafio. “Estamos trabalhando e buscando estar entre os titulares e quem determina e dá a palavra final é o professor. Preparado como estive nas partidas em que entrei e se o professor optar não é diferente, é um posicionamento que faço também, além de jogar de volante, se optar estou preparado para isso e entrei em Nova Serrana para fazer esse papel e já conhecia essa função também, é mais um quesito para, quem sabe, ganhar essa vaga”, afirmou.
Vinícius Kiss, um dos homens da confiança da comissão, mesmo reserva é sempre acionado a entrar em campo. Em 2012 esteve no Bugre e participou da vitória sobre o Cruzeiro por 1 a 0 em Sete Lagoas. Ele falou da importância do jogo frente à Caldense. “Estamos vendo como um jogo decisivo. Já se passou 25% do campeonato e nossa pretensão é estar lá em cima e para isso precisamos vencer os jogos e se vencendo iguala o número de pontos e entramos definitivamente pela briga no G4”, considerou.
Um pouco mais ofensivo, o time ficaria com a opção de jogar com Walterson. O meia entrou em todos os jogos e fez um bom avanço ao ataque. Da mesma forma, o jogador garante estar pronto para jogar. “Estou confiante, trabalhando bem, Gian ainda não decidiu nada, veremos durante a semana. Estou preparado, venho fazendo essa função faz tempo, como meia-atacante, e tudo tranquilo”, disse.
Walterson entrou em todos os jogos do Guarani, sendo a opção de velocidade. Ele também considera a partida da definição. “Com um mesmo número de pontos embola tudo e fica mais fácil de entrar no G4. O grupo está ciente e focado na vitória. O professor vai passar um vídeo sobre a movimentação deles e vamos encaixar certinho para conseguirmos a vitória”, ressaltou.
Na última parte do treino, uma formação ousada e interessante. João Carlos, autor do gol frente ao Cruzeiro, entrou no lugar de Marcinho, lembrando ser ele ambidestro, faz excelentes jogadas pela esquerda, tanto na linha de fundo quando no corte para a perna direita. Além da qualidade individual, a possível entrada do atleta ganhou força com a presença de Tardelli no lugar de Fábio Júnior. A dupla somente atuou nos jogos treinos realizados no interior paulista, mas se torna uma possibilidade de força máxima no ataque da equipe.
O Guarani treina nesta quinta-feira, no Farião, às 16h, sendo o fechamento dos trabalhos táticos. Na sexta-feira pela manhã, um treino leve e mais descontraído, o popular rachão, mas de certa forma coordenado. Ainda na sexta a delegação segue para Poços de Caldas onde inicia a concentração.

 

RAUL QUASE LIBERADO
O lateral esquerdo Raul Ribeiro está quase liberado para voltar aos trabalhos com futebol. O atleta foi baleado no final do ano passado durante um assalto. Embora liberado para as atividades normais desde o início deste ano, para as atividades que requerem um atleta profissional levou-se um tempo maior de recuperação.
A esperança do jogador profissional de futebol é retornar às atividades a partir de segunda-feira, dia 23, conforme orientação médica. Somente assim ele, mais uma vítima da violência, volta a ter uma vida normal.

 

 

Confira como ficou a classificação ao final da terceira rodada

Chave Pos. Equipe PG J V D E GP GC SG %AP
Chave Única 1  Atlético 9 3 3 0 0 6 1 5 100.00
Chave Única 2  Cruzeiro 7 3 2 0 1 6 3 3 77.78
Chave Única 3  América 7 3 2 0 1 4 2 2 77.78
Chave Única 4  Villa Nova 7 3 2 0 1 4 2 2 77.78
Chave Única 5  Caldense 5 3 1 0 2 8 3 5 55.56
Chave Única 6  Boa 3 3 1 2 0 4 4 0 33.33
Chave Única 7  U.R.T 3 3 1 2 0 3 4 -1 33.33
Chave Única 8  Tupi 3 3 1 2 0 3 5 -2 33.33
Chave Única 9  Mamoré 3 3 1 2 0 2 8 -6 33.33
Chave Única 10  Guarani 2 3 0 1 2 2 4 -2 22.22
Chave Única 11  Tombense FC 1 3 0 2 1 2 4 -2 11.11
Chave Única 12  EC Democrata 0 3 0 3 0 2 6 -4 0.00

Créditos: Luciano Eurides

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.