terça-feira, 4 de Outubro de 2011 10:55h Luciano Eurides

Times mineiros lutam contra o rebaixamento

As equipes de Cruzeiro, Atlético e América não conseguiram a vitória e o sinal de alerta está ligado. A campanha ruim já coloca América praticamente rebaixado com 99,6% de queda. O Atlético pode sair da situação desconfortável. Nessa o Cruzeiro ainda respira, embora há algum tempo venha namorando a zona de rebaixamento.

 

 

Sinal vermelho aceso na reta final do Brasileirão para as equipes mineiras. "Não tem de onde tirar mais palavras para explicar. Estamos em uma situação muito complicada. Não podemos deixar essa vitória de quarta-feira escapar. Precisamos vencer de qualquer maneira", afirmou o lateral Vítor, do Cruzeiro, à Rádio Itatiaia na saída de campo Grêmio em Porto Alegre. O Cruzeiro não vence há oito rodadas na competição e está na 16ª colocação.

 

O Atlético-MG perdeu grande chance de somar três pontos no último domingo, diante do Ceará. Em um confronto direto na luta contra o rebaixamento, o time mineiro só empatou com o adversário, que jogou com nove jogadores durante quase todo o segundo tempo.

 

 

Apesar da situação crítica, o técnico Cuca afirmou que continua no cargo até o fim do Brasileirão. "O mais fácil é largar, ir embora. Essa dor de cabeça que estou é forte demais. Mas vou ficar com ela até o dia 4 de dezembro (última rodada do Brasileirão). No dia 5, vamos ver se estou certo de ficar aqui", disse o comandante alvinegro. O Atlético-MG está em 18º.

 

Já o América-MG segue seu martírio na competição e empatou com o Palmeiras no sábado. O time mineiro não consegue sair da lanterna e segue sofrendo com as várias igualdades na competição (já são onze empates). O técnico Givanildo Oliveira admite que fugir do rebaixamento é tarefa árdua. "É difícil (tirar do rebaixamento). Não disse isso quando eu assumi o América, mas vamos continuar nossa luta. O próximo jogo é o clássico lá (no sábado, contra o Atlético-MG), vamos jogar para ganhar com essa disposição que o grupo está, com essa vontade que estamos mostrando”.afirmou o técnico do América-MG.

 

 


REFORÇOS

 

 

Como não há maneira de se inscrever novos atletas a solução é recuperar os que estão no departamento médico. No caso do Cruzeiro haverá pelo menos dois importantes reforços para a partida do Cruzeiro contra o São Paulo, na próxima quarta-feira, às 21h50, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 

 

O volante Marquinhos Paraná, que cumpriu suspensão automática na partida com o Grêmio, na noite deste domingo, em Porto Alegre, por ter recebido o cartão vermelho no jogo anterior, diante do Vasco, estará à disposição do treinador cinco estrelas. O mesmo acontece em relação ao atacante Wellington Paulista, já recuperado de uma contusão muscular na coxa direita. “O Marquinhos e o Wellington voltam. São atletas que certamente vão nos ajudar. Vão encorpar um tanto mais. É muito difícil, nessa fase, você usar os meninos da base. Nessa hora de dificuldade, em que o atleta tem que ter o autocontrole, tem que ter muita confiança, a bola não pode, de maneira alguma, queimar no pé de ninguém. E para isso, a gente conta com atletas que estão de fora também, que voltem rapidamente e nos ajudem a sair dessa situação”, comentou o técnico Vágner Mancini.

 


GALO


O grupo atleticano irá se reapresentar às 9h desta terça-feira, na Cidade do Galo, iniciando a preparação atleticana para o jogo contra o América, às 18h do próximo sábado, novamente em Sete Lagoas.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.