terça-feira, 10 de Dezembro de 2013 09:15h Atualizado em 10 de Dezembro de 2013 às 09:24h.

Torcida faz festa no embarque da delegação para a disputa do Mundial de Clubes em Marrocos

Milhares de Atleticanos fizeram uma grande festa no Aeroporto de Confins, na manhã de segunda-feira (9), no embarque do Galo para a disputa do Mundial de Clubes, em Marrocos.

Boa viagem, Galo! O representante brasileiro no Mundial de Clubes da Fifa começou, a cansativa viagem até o Marrocos, onde vai disputar a competição mais importante da centenária história do clube.

A delegação alvinegra fará escalas em São Paulo e Lisboa (Portugal) antes da chegada em Marrakech, no Marrocos.

Os torcedores seguiram em carreata da Cidade do Galo até o aeroporto, que foi totalmente tomado pela Massa.

Os campeões da Copa Libertadores da América estão confiantes para a disputa intercontinental.

O craque Ronaldinho Gaúcho afirma que o Atlético deve aproveitar o momento com o máximo de alegria possível.
“É uma alegria muito grande retornar ao Mundial. A gente vai fazer o que vem fazendo, encarando com naturalidade, bem consciente daquilo que fez para chegar até aqui. Agora, é manter a tranquilidade e usufruir desse momento maravilhoso”, destaca o craque alvinegro.
“Temos que chegar lá em Marrocos com o máximo de alegria possível porque é um momento que qualquer jogador e qualquer clube gostaria de estar passando”, acrescenta Ronaldinho.
“O grupo foi montado com este intuito, de conseguir grandes títulos. E, agora, a gente tem mais uma oportunidade. Respeitamos muito as outras equipes, mas a gente sabe a qualidade do nosso grupo e espera, com muita força de vontade, perseverança e determinação, fazer bonito nesse mundial”, afirma o volante.
“É a competição da nossa vida. Vamos para lá com a faca nos dentes, procurando trazer esse título tão sonhado para a nossa torcida”, completa Pierre.

Princípio de pânico

Para evitar grandes transtornos pelo número elevado de torcedores, a Polícia Militar, juntamente com 70 seguranças contratados pelo clube, organizaram um esquema para facilitar a vida da delegação. Um cordão de isolamento com cavaletes deixou espaço para um ônibus da Infraero. Porém, com a aproximação da delegação, os torcedores começaram a forçar os cavaletes, enquanto do outro lado a polícia tentava conter o avanço. No meio disso, o veículo seguia em movimento. Um princípio de pânico foi instaurado, mas nada de mais grave ocorreu.  

Assim que conseguiram chegar até a área isolada, os jogadores foram um a um descendo em direção ao outro ônibus, este da Infraero, que os levou direto para a pista de decolagem. No rápido trajeto entre um ônibus e outro, os jogadores, além do técnico Cuca, foram muito festejados pelos presentes em Confins. Mas nenhum foi tão aclamado quanto Ronaldinho Gaúcho, o craque da equipe.

O Atlético-MG já conhece o caminho para chegar à final do Mundial de Clubes. No entanto o time mineiro não sabe o adversário que vai encarar na estreia, no dia 18. O anfitrião Raja
Casablanca abre a competição contra o Auckland City, nesta quarta-feira. O vencedor deste confronto pega o mexicano Monterrey, para decidir o time que enfrenta o Galo na semifinal.

Na outra semifinal, o Bayern de Munique espera o adversário de Guanghzou Evergrande, da China, e o egípcio Al Ahly. 

A casa do Galo em Marrakesh será o luxuoso Hotel Palais Selman, em Marrakesh.

A hospedagem fica próxima ao centro moderno da cidade marroquina e foi inaugurado em setembro de 2012, com uma estrutura inovadora e tecnológica, apesar do estilo rústico de arquitetura. São 55 suítes, chamadas de “riads” e chalés com cerca de 75 metros quadrados.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.