quinta-feira, 17 de Abril de 2014 06:36h Atualizado em 17 de Abril de 2014 às 06:38h. Luciano Eurides

Torneio da LMDD será realizado sem ajuda da Prefeitura

Foi definida, em reunião na Liga Municipal de Desportos de Divinópolis (LMDD), a realização dos campeonatos de categorias de base, mesmo sem a ajuda da Prefeitura.

As categorias em disputa serão 2003/2004, 2002/2001 e 2000/99. Foi definido também que serão jogos em turno e returno, ida e volta, com doze clubes participantes.
A exemplo do ano passado, os clubes serão responsáveis pelo pagamento da arbitragem devido à grande dificuldade da Liga, que ainda não recebeu a verba para esta finalidade. Mas, mesmo assim, juntamente com os dirigentes dos clubes e com o objetivo das crianças já motivadas para este campeonato, a competição será realizada.
O presidente do Projeto Esportivo Candelária, Amauri Reis, esteve na reunião e apoia a decisão do presidente da LMDD. Segundo Amauri, José Donizete Gulu e José Roberto Betonni, juntamente com o diretor técnico, José Maurício, se pronunciaram sobre a legalidade da Liga. “Para prestação de contas para qualquer empresa que nos patrocine ou queira investir nas categorias de base em apoio à Liga no sentindo da arbitragem para esta competição em geral, já que ainda a verba não saiu para a LMDD”, disse Jose Donizete.
E disse também que está correndo atrás da forma que pode e usando até mesmo dos seus próprios recursos financeiros para que as coisas ocorram perfeitamente dentro da lei e organização. A LMDD ainda aguarda o resultado de algumas reuniões políticas.
Alguns clubes reclamaram da situação em jogos com campo aberto (sem alambrado) e de não ter água ou até mesmo sem vestiário. Como o trabalho é social e bem feito pelos representantes das equipes, a assembleia concordou em realizar as partidas nos campos dos diversos bairros da cidade.
Amauri Reis desabafa. “Pelo trabalho social que nós fazemos social, acho eu que os dirigentes políticos de nossa cidade deveriam olhar mais para as nossas crianças, que são o futuro de Divinópolis, para que não haja arrependimento no futuro”, alertou.
Na divisão de clubes, a Chave A ficou sendo River Plate, Vasco da Gama, São Lázaro e Tupi. A Chave B tem Corinthians, Dínamo, Padre Eustáquio e Flamengo. E na Chave C ficaram Estrela de Minas, Ferroviário, PEC e Associação Danilo Passos.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.