terça-feira, 15 de Março de 2011 00:00h

Torneio do Choro

Colorado e Cruzeirinho empatam na primeira partida da decisão

Luciano Eurides

O Torneio Nossa Senhora da Conceição, promovido pela comunidade rural do Choro está na fase final. Na primeira partida o time do Colorado, desfalcado de Guilherme não acertou o meio campo. O Cruzeirinho também pecou na finalização. O jogo ficou no 1x1, assim a grande decisão fica para a segunda partida, até o momento marcada para domingo à tarde.

O jogo foi bom, as equipes se defenderam com qualidade e sairam para o ataque. O Colorado sentiu a falta dos jogadores Guilherme e Betinho. Guilherme era o responsável pela criação e Betinho pela velocidade. Nem por isso a equipe deixou de fazer uma grande atuação. O gol da equipe do bairro Planalto foi marcado por Helder. Ele invadiu a área e foi derrubado. O árbitro Libério Coelho assinalou o pênalti e Helder cobrou.

O Cruzeirinho errou no último passe ou chute para o gol. Quando acertou, logo a três minutos de jogo, Geovani ficou livre e tocou no canto do goleiro Linho que nem esboçou reação.

O principal jogador do jogo foi Caldense. Ele tem 21 anos, apenas um ano morando em Divinópolis, o apelido foi dado pelo técnico Cuié e foi bem aceito, embora nunca tenha jogado em Poços de Caldas e sim nas categorias de base do América de Teófilo Otonni e Cruzeiro. O atleta falou das dificuldades do jogo. “Perdemos o Guilherme que dá velocidade ao ataque, a bola não estava chegando direito e o campo não ajuda. Vamos partir para o próximo jogo e temos condições de vencer e se Deus quiser sairemos com o título”, declarou.

O treinador Ronaldo, da equipe do Cruzeirinho esperava um jogo difícil, mas não a chuva. “O campo pesado dificultou para nosso ataque é mais de toque de bola. Espero na segunda partida sair com o título. Basta chutarmos mais a gol. Tivemos um bom volume de jogo”, considerou
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.