segunda-feira, 28 de Outubro de 2013 05:40h

Treinador revela como foi a conversa com os jogadores no intervalo

O primeiro tempo da partida, deste sábado, entre Cruzeiro e Criciúma terminava de uma maneira que a Torcida não esperava: após começar o jogo vencendo por 2 a 0, a Raposa cedia a virada no final da etapa inicial. Era momento do técnico Marcelo Oliveira ut

O primeiro tempo da partida, deste sábado, entre Cruzeiro e Criciúma terminava de uma maneira que a Torcida não esperava: após começar o jogo vencendo por 2 a 0, a Raposa cedia a virada no final da etapa inicial. Era momento do técnico Marcelo Oliveira utilizar bem o intervalo e  renovar o ânimo dos jogadores.

Na volta do segundo tempo, a equipe estrelada retornou com a baterias recarregadas, devolvendo a virada sofrida e vencendo o Criciúma por 5 a 3. Em sua entrevista coletiva, o comandante celeste falou como foi a conversa nos vestiários durante o intervalo.

“Esse intervalo, como outros, você tem duas situações: ou você chega e chuta o balde, dando uma bronca geral, ou você tem a consciência de que pode virar a partida, dando mais confiança, mais tranquilidade. Mostramos que era como se estivesse 1 a 0, que nós tínhamos que começar novamente e fazer o nosso trabalho”, revela.

“Nós tivemos que ter a tranquilidade no intervalo para corrigir algumas coisas, como marcar melhor, e pedir para continuarmos atacando. Isso nos deu a chance de virar e conseguir uma vitória sensacional com participação de todos, principalmente do Torcedor. Resultado que nos dá a possibilidade de manter a nossa diferença (na liderança) ou até aumentá-la”, completou.

Ao final da partida, alguns jogadores fizeram questão de ressaltar o trabalho feito pelo treinador cinco estrelas no vestiário e a importância do apoio dado por Marcelo em um momento de dificuldade.

“No intervalo, o Marcelo falou: ‘Pô, o time está jogando bem, não está jogando mal’. Ele falou que era só acertar a marcação, continuar trabalhando que a gente ia fazer os gols e, graças a Deus, a gente conquistou uma bela vitória”, relembrou o atacante Borges.

“Nós começamos bem, fizemos dois a zero no começo, mas a equipe acabou sofrendo a virada. O Marcelo (Oliveira), então, passou bastante confiança para nós e conseguimos fazer uma grande partida e sair com a vitória”, ressaltou o armador Elber.


Fonte: www.cruzeiro.com.br

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.