sexta-feira, 4 de Novembro de 2011 17:55h Atualizado em 5 de Novembro de 2011 às 22:35h. Luciano Eurides

Treino fechado altera a rotina do Cruzeiro

O ataque é, definitivamente, o setor mais carente do Cruzeiro neste Brasileirão. Jogo após jogo, os homens de frente não conseguem render bem e, por isso, Vágner Mancini tem mostrado muita preocupação com o setor.


Nesta semana, o técnico separou alguns treinos para tratar especificamente das finalizações, tentando corrigir as falhas em atividades específicas. O maior desafio, na visão de Mancini, é mostrar aos jogadores que a postura nos treinamentos reflete diretamente no desempenho nas partidas. “É preciso tentar fazer dentro da semana aquilo o que normalmente acontece nos jogos. Por diversas vezes chamei os atacantes e falei com eles, porque a postura de quem vai finalizar nos treinos tem que ser igual nas partidas”, explicou.


Vágner Mancini lembrou que durante os jogos, o tempo e o espaço para as finalizações é muito curto.  “Não dá para ter um ritmo mais lento no treino e eu chamei a atenção para isso, temos que finalizar com mais velocidade. Nas partidas, você não tem muito espaço”, acrescentou o comandante.


Anselmo Ramon, atualmente titular no ataque, concorda com o técnico. Para o centroavante, é preciso mostrar muito empenho e concentração nos treinos para melhorar o desempenho nas partidas. “Estamos precisando dos treinos. Temos de ser sinceros, infelizmente não temos concluído em gol. Precisamos chegar aos treinamentos concentrados para concluir de forma certa as oportunidades”, afirmou.
Com o Cruzeiro próximo da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, Vágner Mancini decidiu alterar a rotina na Toca da Raposa II na semana de preparação para o jogo contra o Flamengo. Nesta sexta-feira, o treinador comandou coletivo, mas não permitiu que a imprensa assistisse à atividade.


Mancini, entretanto, revelou quais são as dúvidas que mantém para a escalação na partida de domingo. “Também não é tanto mistério. Não sei se entro com Vitor ou Marquinhos Paraná na ala direita, e não sei se uso a entrada de um terceiro zagueiro ou linha de quatro. São dúvidas que tenho e vou levá-las até o jogo”, disse.


Caso opte pelo esquema 3-5-2, Mancini deverá usar um volante improvisado na zaga. “Posso utilizar um dos volantes como sendo terceiro homem, aquele que marcaria o segundo atacante do Flamengo, e aí jogar da mesma forma, com Vitor e Diego Renan adiantados pelos lados”, afirmou o treinador.


Ontem, quando os jornalistas puderam acompanhar o treinamento, Vágner Mancini comandava treinos de bola parada. Fabrício, que retorna ao time após se recuperar de um edema na panturrilha direita, foi o principal alvo de cruzamentos feitos por Montillo para a área.


O volante Leandro Guerreiro também participou normalmente do treino desta sexta-feira. Ele não defendeu o time celeste nas últimas sete rodadas, por causa de uma lesão em ligamento do joelho direito.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.