sábado, 30 de Janeiro de 2016 05:57h Luciano Eurides

Tricordiano consegue adiar jogo contra o Guarani

A equipe do Tricordiano pediu e ganhou

Solicitou à Federação Mineira de Futebol o adiamento da partida deles contra o Guarani, a FMF atendeu, e o jogo foi remarcado para dia 9, às 20h, em Três Corações. Com isso, o Bugre fará a estreia na próxima quinta-feira, diante da torcida, às 16h.

 

O time do Guarani estava pronto e treinado. Esquema de jogo definido, cada um sabendo o que deveria fazer. O time ganha algum tempo para se preparar, sabendo ser o América um dos mais difíceis da competição, por isso, Ricardo Leão terá que correr contra o tempo, assistiu a vitória do Coelho sobre o Figueirense, desse jogo poderá montar o plano para o Tamanduá.

 

 

Até então, o time está escalado com: Leandro, Felipe Cordeiro, Lula, Murilo e Iago. Genalvo e Renan. Felipe Caldeira, Jhonatan Oliveira e Carlos Renato. Marcos Vinícius. Para a partida frente ao América muda-se muita coisa, o adversário, o local da partida, o horário e, talvez, até mesmo algum jogador. Júnior Barros e Marcel têm entrado na equipe com muita frequência e, da mesma forma, Romário se mostra totalmente integrado ao elenco.

 

 

Para o atleta Junior Barros, a equipe com ele fica um pouco mais ofensiva. “Estou trabalhando e buscando meu espaço e se o professor optar em me colocar, estou preparado”, disse ele, que trabalhou no meio e no ataque, para ele não há diferença. “Me sinto à vontade nas duas posições e estou preparado, comigo o time fica mais ofensivo, um jogador que finaliza e ajuda o time a fazer os gols”, disse.

 

 

O jogador Jhonatan Oliveira esteve presente em quase todas as atividades preparatórias, como amistosos e jogos treinos, teve a responsabilidade de jogar ao lado de outros e vê mudanças (ou variações) como uma forma de o time crescer. “Nossa equipe teve em São Paulo atuações boas, ajustes de alguns erros, não sei quem vai jogar, estou feliz em ajudar, seja no meio, no ataque, quero muito ajudar os companheiros a fazer um bom campeonato, quero jogar ao lado de quem estiver melhor e mais bem preparado. Nossa equipe vem fazendo um grande trabalho, focados”, falou ele, que parece absoluto na equipe.

 

 

O treinador Ricardo Leão garantiu que o time não está 100% e não ficará, mas sim evoluirá dentro da competição, por isso, ninguém tem cadeira cativa na equipe. “A tendência é a manutenção e eu também não tenho bola de cristal e temos que aguardar a evolução e sabermos se teremos todos os jogadores à disposição e assim confirmar. O Caldeira vinha treinando, participando dos coletivos e tem aproveitado as oportunidades e pedindo vaga na equipe. O Júnior chegou um pouquinho depois e está disputando posição com o Marcos e temos dois atacantes de qualidade e trabalhamos situações em trabalhar com os dois dentro de campo”, comentou.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.