terça-feira, 24 de Janeiro de 2012 11:18h Luciano Eurides

Tupi é campeão da Supercopa de futebol amador

Persistência e paciência virtudes que valeram o título

O Tupi da cidade de Carmo do Cajuru teve muita persistência, venceu o Padre Eustáquio por 7x0 e ainda torceu muito para não haver vencedor entre Inter da Vila e Jusa Fonseca. A soma de tudo isso deu ao time a condição de primeiro campeão do ano de 2012. A Supercopa é uma realização da Rádio Divinópolis AM.
Para ser campeão, o Tupi precisava vencer de pelo menos seis gols o Padre Eustáquio, e não foi fácil. Um primeiro tempo onde o time de Cajuru começou bem posicionado. O Padre Eustáquio que acabou saindo para o jogo e dificultando a vida do time de Cajuru que precisava da vitória, o gol cajuruense somente saiu aos 41 do primeiro tempo, em jogada de Tomás Gabriel marcou o gol.
No segundo tempo o time do bairro Planalto não teve mais motivação ou mesmo pernas para correr atrás do Tupi. Crânio, depois do escanteio cobrado por Pablo, jogou contra o patrimônio. O Tupi chegou ao terceiro gol com Gabriel, ele passou por dois marcadores e bateu por baixo do goleiro Robson. O quinto foi de Bruno, na grande área ele chutou e fez o gol. O quinto foi aos 32, marcado por João Paulo em nova jogada de Bruno e para fazer o sexto, placar mínimo necessário, Tomás chutou de fora da área para fazer um golaço, três gols em três minutos para dar a esperança de um empate no jogo de fundo. Léo ainda fez no minuto final da partida e o time foi acompanhar a partida entre Inter e Jusa Fonseca.
O alto nível das duas equipes de Divinópolis acabou anulando as principais forças. Pelo lado do Jusa Fonseca, Tulio e Fabricinho eram os mais perigosos, embora Naldinho não tenha trabalhado muito no primeiro tempo. Pelo Inter da Vila o revezamento no ataque onde Lajinha, Poeta e Douglas davam trabalho ao goleiro Zé Maria.
No segundo tempo, aos 12 minutos Romarinho apareceu livre na frente do goleiro e tocou por cima, foi a oportunidade de gol mais clara da partida, depois desse lance o jogo ganhou mais movimentação e quando o Jusa atacava o Inter contra-atacava. Fabricinho, depois da cobrança de falta sobrou libre e chutou para fora. No minuto final, Felipinho recebeu livre dentro da área e chutou para fora uma excelente oportunidade de comemorar o título, ainda Guilherme ganhou a bola na frente e tocou na saída de Naldinho, e a bola caprichosamente foi para fora e o título ficou com quem do lado de fora torcia para o empate.
O Tupi foi o grande campeão. Jusa Fonseca vice campeão. O artilheiro Gustavo Lajinha e o goleiros menos vazado Nadinho, isso porque Zé Maria, que também sofreu apenas um gol, é mais jovem, tem 29 anos, Nadinho 32.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.