terça-feira, 17 de Dezembro de 2013 06:33h Luciano Eurides

Tupi sai na frente na decisão do juniores da LMDD

O Tupi da cidade de Carmo do Cajuru deu um importante passo rumo a conquista do título de campeão júnior da Liga Municipal de Desportos de Divinópolis (LMDD) ao vencer o Projeto Esportivo Candelária (PEC) por 2x0, no último domingo, estádio José Marra da Silva. Os gols marcados por Diego Doidera e Pablo.
A equipe alvinegra cajuruense entrou em campo diferentemente da partida anterior, Guilherme Rosquinha ficou para a segunda etapa e Raul iniciou o jogo. O time estava jogando em casa, empurrado pela torcida e conseguia ter melhor posse de bola, mas corria riscos com erros de passe entre a defesa e o meio campo. Já o ataque funcionou rápido, uma falha na saída de bola do PEC, Diego Doidera não teve dúvida, partiu para o gol e na saída de João Paulo fez 1x0.
No segundo tempo, o Tupi voltou com Guilherme Rosquinha no lugar de Raul, ele sentia o pé direito, uma contusão antiga que estava incomodando.  Já o PEC colocou Caique no lugar de Lucas, assim recuou Luan para a zaga. Com a entrada de Caique o time passou a ter posse de bola e acerto no passe, mas a ligação entre o meio e o ataque continuava difícil. Os atacantes do PEC não recebiam um passe de qualidade, ou seja, até dominar a bola e tentar a jogada, a defesa do Tupi chegava e saia-se melhor no lance.
As duas equipes trocaram atletas ao longo da segunda etapa, numa delas saiu Tallys, que fez uma boa partida, estava cansado e entrou Rodolfo e o efeito foi rápido. O Tupi chegou ao segundo gol quando Rodolfo pela esquerda viu Pablo na área e tocou na cabeça do atacante, não foi um cruzamento, foi um passe, com qualidade. Pablo de cabeça aumentou o placar para 2x0.
Para o jogador Diego Doidera a vitória não garante o título. “Não tem nada ganho, somente fizemos nossa parte que é vencer dentro de casa e vamos tentar o empate ou até mesmo a vitória para garantir o título. Temos de ter a mesma pegada, o campo lá é menor, vai ser complicado de jogar, mas vamos manter a mesma postura e ir para cima deles”, falou.
O atleta Fred do PEC diz que em casa o time ainda não foi derrotado e assim é o momento de mostrar a força da equipe e da torcida. “Viemos tentando o resultado queríamos jogar, mas não jogamos, nosso time treinou, não fizemos o que o treinador pediu e faltou posse de bola, chutar a gol e vontade também. O segundo jogo é em casa onde não perdemos ainda, como o Tupi é forte em casa, nós somos fortes e temos o campo a nosso favor, o time joga com vontade, muita vontade e finalizamos a gol, o campo é pequeno tem de chutar mesmo”, garantiu.
Reunir uma seleção de atletas como fez o Tupi, dá condição para a equipe buscar o resultado fora de casa, garante o jogador Ruan Coimbra. “Estamos correndo atrás do título e vamos buscar a taça lá, não conheço o campo deles, só ouvi falar, nosso time tem muitos jogadores técnicos, conseguimos tocar a bola e no campo deles vamos ter de trabalhar a bola, nosso time tem muita experiência e tem de jogar, se impor, ninguém joga com o nome”, disse ele que passou por importantes clubes profissionais.
O PEC tentava, trocou atacantes e meias, entre eles saíram Charlinho e Henrique e entraram Lorran e Felipe. Da equipe do Candelária é certo que o zagueiro Chicão é um dos melhores já vistos na região, segundo informações dos colegas de clube ele já atuou, até mesmo profissionalmente na cidade de Manaus, capital do Amazonas. Luan, também do Candelária fez uma partida impecável. Para o jogo de volta o time conta com o retorno do lateral esquerdo Gugu, que cumpriu suspensão na primeira partida da final.  Amauri Reis colocou em campo João Paulo, Fabrício, Lucas, Chicão, Adilson, Fred, Luan, Henrique, Charles, Tetti e Zutti.
O Tupi perde para a grande final o jogador Juninho, ele recebeu cartão amarelo durante o jogo e novo amarelo por simular uma contusão, assim foi expulso, deverá cumprir a automática. Uma opção para o treinador Cleiton é colocar Ruan Coimbra na lateral e manter Raul no meio campo. O time foi a campo com Igor, Juninho, Plínio, Mateus, Fidel, Julio César, Raul, Pablo, Ruan, Diego Doidera e Tallys. Ainda entraram Alef no lugar de Plínio, Rodolfo no lugar de Tallys, Guilherme Rosquinha no lugar de Raul, Lucas Madruga no lugar de Diego Doidera.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.