sexta-feira, 23 de Setembro de 2011 17:46h Atualizado em 24 de Setembro de 2011 às 07:56h. Luciano Eurides

Última chance para Emerson Ávila

O Cruzeiro voltará a jogar dentro de seus domínios neste Campeonato Brasileiro. Será no domingo, às 16h, quando enfrentará o Vasco na Arena do Jacaré, e para que o time celeste volte a vencer na competição, o técnico Émerson Ávila espera contar com o incentivo da torcida. Havendo a vitória carioca, um novo treinador será contratado.


O comandante demonstra confiança no trabalho realizado e ressalta que o grupo está unido e determinado a fazer a Raposa subir de posições na tabela. “Não podemos deixar a pressão interferir no desempenho individual e coletivo da equipe. Tenho certeza que o torcedor que é fiel não vai ao campo para nos prejudicar e sim para apoiar a todo o momento. É com a ajuda do torcedor que vamos sair dessa situação”, disse Émerson Ávila.


O treinador celeste destaca que tem recebido apoio não só da diretoria, mas também dos torcedores. Ávila pondera os motivos que o levaram a assumir o comando técnico da equipe estrelada e assegura que o Cruzeiro conseguirá as vitórias que precisa no Brasileiro. “Fico satisfeito de saber que o torcedor entende o momento e a situação. Sou funcionário do clube, acompanho as trocas de comando técnico. Uma das minhas funções é fazer essa transição. A direção entendeu que não era hora de fazer transição, mas a permanência de pessoas que já estão aqui. Com toda a humildade do mundo, eu confio no meu trabalho, nas coisas que faço. Temos um grupo forte, que pode reverter essa situação”, afirmou.

 

 

Força do grupo


Desde que assumiu o Cruzeiro, Émerson Ávila vem utilizando efetivamente vários jogadores jovens como os laterais Gil Bahia e Gabriel Araújo, além do meia Élber. O comandante celeste acredita que a Raposa fica mais forte quando explora o potencial de todo o elenco e ainda coopera para equilibrar as responsabilidades em campo.  “Vamos apostando em jogadores novos, temos a certeza que eles vão se destacar no elenco, como Élber e Bruninho. As experiências vão se acumulando. Não podemos ser dependentes da qualidade do Montillo e temos que criar outras situações. Temos jogadores de inteligência tática. Tenho plena confiança de entrar jogando, com mais energia”.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.