sexta-feira, 16 de Novembro de 2012 05:46h Gazeta do Oeste

Vaga direta na Libertadores pode ter reflexo em vários fatores do Galo 2013

O vice-campeonato brasileiro pode valer para o Atlético muito mais que a vaga direta na fase de grupo da Copa Libertadores. Evitar a pré-Libertadores representa para o clube melhores condições para planejar 2013.

Essa classificação pode interferir diretamente na renovação com o armador Ronaldinho Gaúcho. O próprio jogador já adiantou que disputar o torneio em 2013 está nos seus planos. A vaga direta na fase de grupo dá mais segurança.

As boas atuações deixaram o camisa 49 cobiçado por outros clubes: “Há seis meses, quando ele chegou, ninguém queria. Agora todo mundo quer”, disse o lateral-direito Marcos Rocha. “Esperamos que o presidente possa fazer o impossível por ele.”

Além de ganhar pontos para segurar Ronaldinho, a entrada direta na fase de grupos dá garantias maior ao clube para a montagem do elenco. O Atlético fica, também, mais atrativo para trazer reforços de peso.

A classificação ainda provoca reflexos na pré-temporada alvinegra, já que a chamada pré-Libertadores deve começar já na segunda quinzena de janeiro.

Terminar o ano em alta é outra meta do time. Depois de sofrer forte queda de rendimento no segundo turno e perder a disputa pelo título para o Fluminense, o Galo tenta salvar a campanha com a classificação direta. Porém, os jogadores evitam falar em frustração em caso de fracasso:

“Se vai ter frustração, a gente só vai saber no dia 2 de dezembro. Não estamos pensando nisso no momento. Na minha cabeça, o pensamento é classificar direto. Sabemos da dificuldade. Vamos pensar em fazer que o final de ano seja completo para que a equipe tenha um bom planejamento no ano que vem”, disse o zagueiro Leonardo Silva.

Depois da rodada passada, o Atlético perdeu a segunda posição para o Grêmio, que tem um ponto a mais na classificação. Nas três rodadas restantes, o Galo encara em casa o já rebaixado Atlético-GO, o Botafogo, que ainda tem chances de ir à Libertadores, no Rio, e o Cruzeiro, sem pretensões no campeonato, no Independência.

Já o Grêmio enfrenta a Portuguesa, ameaçada de queda, fora de casa, o Figueirense, já rebaixado, também fora, e o Internacional, com remotas chances de Libertadores, no Olímpico.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.