quarta-feira, 28 de Setembro de 2011 13:37h Luciano Eurides

Vágner Mancini é apresentado no Cruzeiro

O Cruzeiro apresentou, ontem, pela manhã, o novo técnico que comandará a equipe cinco estrelas no restante do Campeonato Brasileiro. Vágner Mancini chegou à Toca da Raposa II no início do dia e teve seu primeiro contato com o elenco celeste antes e durante o treino. Em uma conversa com os jogadores e comandando os trabalhos. Após as atividades, o treinador foi apresentado à imprensa e concedeu sua primeira entrevista à frente da Raposa.


O diretor de futebol do Cruzeiro, Dimas Fonseca, apresentou o técnico Vágner Mancini, que chegou ao clube estrelado com boas referências. “Tivemos ótimas referências. Sempre que vamos buscar alguém para trabalhar no Cruzeiro procuramos saber onde o profissional trabalhou. Conversamos com o pessoal do Vasco, Grêmio, Vitória-BA, onde ele já passou, e tivemos ótimas referências, como já imaginávamos pelo que acompanhamos em sua carreira”, disse. “Ele não vem para nos tirar do rebaixamento, porque não estamos na zona de rebaixamento, e sim para nos manter na série A, esse é o principal objetivo. O Vágner conhece bem nosso plantel, antes de qualquer coisa, conversamos com ele nessa situação e ele nos disse que sabe bem de todas as nossas condições”, completou.


Vágner Mancini falou da alegria em trabalhar no Cruzeiro. Sobre a situação incômoda na qual o time azul e branco se encontra na tabela do Campeonato Brasileiro, o novo comandante disse que está motivado para trazer o Cruzeiro de volta ao caminho de vitórias. “Estou muito feliz e satisfeito com o convite. Sei que não foi fácil chegar até o Cruzeiro, tive que enfrentar dificuldades em sete anos de carreira como técnico. Fui atleta por 18 anos, então estou no futebol a pelo menos 25 anos e sei como funcionam as coisas. É muito importante você ter a consciência de tudo que você está fazendo e do clube que está dirigindo. O Cruzeiro é muito grande para estar numa situação dessa e alguma coisa precisa ser acertada. Vamos tentar, junto com todos os que fazem parte do clube, na base do diálogo, tomando decisões e tendo comando da situação, mas escutando a todos, porque assim fica mais fácil você recolocar o time no caminho que deveria estar”, afirmou.


No primeiro contato que o técnico teve com o elenco cinco estrelas, ele sentiu que o grupo está fechado e muito disposto a levar o time celeste a uma posição melhor no Brasileirão. Vágner Mancini destacou que o desejo de evolução foi mútuo, e um fator que ajudará no trabalho do treinador é que ele conhece os atletas. “O contato foi muito bom, alguns atletas já jogaram comigo (Roger e Léo) em outros lugares, outros em tenho amizade de dentro do futebol. Mas a recepção foi de olho no olho, isso é importante quando você chega num lugar e quer ter a confiança de todos. É fundamental que você sinta que o que você está falando, os atletas acompanhem. Eu percebi isso no vestiário e em campo também. Espero que a sequência de treinamentos fortaleça isso ainda mais. E que haja sempre sinceridade e lealdade acima de tudo, para que nossa vida no clube seja longa e vitoriosa”, comentou.


O novo treinador da Raposa analisou o momento que o time atravessa no Campeonato Brasileiro e ressaltou que ela é oposta ao que o clube está acostumado. Entretanto, Mancini assegurou que a equipe estrelada tem muitas possibilidades de evoluir na competição, fator que o atraiu ao clube celeste. O técnico fez coro ao discurso de Dimas Fonseca, no tocante aos objetivos do time. “O Cruzeiro vive uma situação atípica em relação à última década. Sempre vimos o time disputando títulos e agora está numa situação que é desconfortável. Nós sabemos disso. Não era para estar assim, mas o futebol está tão equilibrado que qualquer detalhe é relevante para qualquer circunstância. Sei bem que o time tem amplas chances de sair dessa posição incômoda. Estou ciente disso, tivemos um papo muito franco com a Diretoria e a minha vinda para cá está baseada naquilo que o Cruzeiro pode oferecer e tenho certeza que temos totais condições de melhorar a campanha. Não estamos falando de rebaixamento, queremos melhorar a campanha e chegar no final do ano com saldo positivo”, concluiu.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.