quinta-feira, 4 de Agosto de 2011 10:40h Atualizado em 4 de Agosto de 2011 às 10:43h. Luciano Eurides

Vasco da Gama derruba o Flamengo dentro do Mendes Mourão

O time do Vasco da Gama venceu o Flamengo, na noite de terça-feira, por 2x0, dentro do Mendes Mourão, um jogo emocionante e acompanhado por cerca de 200 pessoas e que definiu o time do Afonso Pena na final mirim da LMDD. Após a partida muita comemoração e início de confusão. O adversário da final será decidido no tapetão.


O Flamengo saiu na frente, Andinho ainda no primeiro tempo fez o gol do Rubro Negro, placar que garantia a decisão por pênaltis. O Flamengo soube trabalhar a bola e levar o placar favorável para o intervalo de jogo. No segundo tempo o time da casa continuava bem na partida e Andinho levava muito perigo ao gol vascaíno. Em um contra ataque bem formulado, aos 12 minutos, Diego acreditou no lançamento, ganhou a bola e fez o gol de empate para incendiar a partida.


O Vasco da Gama conseguiu o gol da vitória aos 20 minutos do segundo tempo. O lance de bola parada favorecia o Flamengo, a bola foi jogada na área, a zaga tirou e o atacante alvinegro acreditou, o zagueiro do Flamengo acompanhou o lance, mas o goleiro desesperado saiu com o pé, o chute saiu fraco, a bola sobrou para Raul, ele da intermediária chutou para garantir o time do Afonso Pena na final.


O treinador Átila Júlio do Amaral considerou a vitória conquistada pelo fato do time do Afonso Pena saber jogar dentro  dos domínios adversários. “O grupo do Vasco é muito unido, os meninos são bons de trabalhar e ganhar clássico é igual ganhar Copa do Mundo. Se chegar aqui e deixar eles jogarem, não tem como segurar o Flamengo, a marcação tem de ser de perto. No primeiro tempo deixamos o time deles rodar a bola e no segundo tempo voltamos fazendo a pegada de pertinho e lançando o Diego, que hoje é uma sumidade em Divinópolis e região”, falou e explicou o detalhe que fez o time do Vasco ser superior. “Futebol operário, futebol que todo mundo joga com todo mundo, ai funciona, é o futebol operário”, considerou.


O jogador Raul entrou no jogo para marcar o gol da vitória Vascaína e distribuiu o mérito com os demais jogadores. “Achei bom, não foi só eu não, o grupo ajudou e tive a felicidade de entrar, fazer o gol e ajudar a equipe, o que importa é o contento da equipe”, falou e descreveu o gol dele. “Percebi o buraco entre o goleiro e o zagueiro, chutei e fui para o abraço”, disse.


Ao terminar a partida o time do Vasco da Gama iniciou a comemoração. Os jogadores vibraram muito. A torcida Vascaína reclamava das jogadas mais ríspidas por parte do time da casa. Os atletas do Flamengo se reuniram no outro lado do campo, uma mulher, não identificada, mas segundo pessoas no local, seria da torcida vascaína, entrou em campo e bateu no rosto do jogador Gabriel. Os jogadores flamenguistas se mantiveram calmos e seguiram para os vestiários, não houve conflito maior.


O adversário da final será decido hoje, na LMDD, hoje a noite. Houve uma denúncia contra o Palmeiras e precisa ser julgada. Segundo o denunciante, o time alviverde não pagou a transferência de um jogador, mesmo fato que tirou o Vasco da Gama da competição na categoria pré mirim. Caso seja constatada a irregularidade, o Jusa Fonseca ganha vaga na final.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.