quarta-feira, 13 de Novembro de 2013 07:19h Luciano Eurides

Vasco da Gama juvenil está classificado para as semifinais da Imef

O time do Vasco da Gama, de Divinópolis, categoria juvenil conseguiu a vaga na semifinal do Campeonato do Instituto Mineiro de Escolinhas de Futebol (Imef) ao vencer o Inhaumense por 6x2, na manhã do último sábado no estádio Dr Sebastião Gomes Guimarães.

O time do Vasco da Gama, de Divinópolis, categoria juvenil conseguiu a vaga na semifinal do Campeonato do Instituto Mineiro de Escolinhas de Futebol (Imef) ao vencer o Inhaumense por 6x2, na manhã do último sábado no estádio Dr Sebastião Gomes Guimarães. Os gols da equipe divinopolitana foram marcados por Júnior Marçal (2), Mateus, Vinícius, Léo Amaral e Gelson.
O jogo não foi fácil para o time de Artur Silva. O Inhaumense não se entregou. O time do Vasco da Gama começou afoito e não conseguia acertar três passes em sequência. O time visitante atacava em bloco e sempre pelo lado direito com Artur. Conseguiram colocar a bola na área, a marcação se atrapalhou e em um chute no meio do bolo, a bola tocou na rede, dentro do gol, voltou para Gabriel, mas a arbitragem assinalou o gol e anotou para Mateus, fazendo 1x0 Inhaumense.

 


O gol não abateu a equipe da cidade e cinco minutos depois a bola colocada na área do Inhaumense, Marçal dominou, a marcação fixou a perna esquerda dele e ele surpreendeu chutando de direita e fez 1x1. Ainda no primeiro tempo o Vasco fez uma modificação, saiu Felipe para a entrada de Mateus, o time terminou a primeira etapa tocando melhor a bola.

 


No segundo tempo o Vasco voltou com Eduardo no lugar de Léo Ribeiro, mas o time voltou a rifar a bola. Artur ainda colocou Léo Amaral no lugar de João Paulo, o volante Léo então virou lateral e terminaria a partida de zagueiro. Outra importante substituição foi a entrada de Gelson no lugar de Mateus Souza. O Inhaumense em uma boa trama no ataque conseguiu o escanteio e na cobrança Mateus subiu livre para fazer 2x1 para o Inhaumense. Logo após o gol o treinador sacou Daniel e entrou Juninho.

 


A reação vascaína com um melhor preparo físico e maior número de substituições foi arrasadora. Aos 18, Léo Amaral tocou para Mateus fazer 2x2, aos 28, bola na área do Inhaumense, Léo Costa encostou e a bola já ultrapassava a linha de meta quando Vinícius tocou e saiu comemorando, a arbitragem deu o gol para o zagueiro cruzmaltino. Aos 32, Marçal roubou a bola do bom lateral Artur, invadiu a área e chutou forte para fazer o segundo dele no jogo. Aos 38, Nova roubada de bola, dessa vez foi Gelson quem tomou do adversário e tocou para Léo Amaral fazer 5x2 e Gelson, já aos 41, marcou 6x2.
Na equipe divinopolitana, dos atletas que iniciaram a partida, apenas o goleiro Gabriel, o atleta Leonardo Costa, o ala da esquerda Junior Marçal e o zagueiro Vinícius terminaram a partida. Leonardo Costa falou das dificuldades encontradas na classificação para a próxima fase: “Sofrido é mais gostoso, mas o time busca sempre a vitória e deu azar de tomar dois gols, mas saímos com a vitória. Na sequência serão times fortes. Joguei em três posições: Volante, lateral e zagueiro. No lugar que precisar estou a disposição”, falou.

 


O ala esquerda Júnior Marçal acrescentou ser uma fase de qualidade das equipes e também os gols, sendo um de perna direita: “Foi de direita sim, o Gerva (Mateus Souza) foi na linha de fundo e chutou para trás e quando fui dominar ela foi para a perna direita, chutei e tive a felicidade de fazer o gol. O segundo gol foi de esquerda, nessa chutei cruzado de esquerda que é meu forte,  e fiz o gol. O adversário é forte, chegou nas quartas e trabalhamos para isso, encarar os adversários mais fortes”, garantiu.

 


O treinador Delson, da equipe do Inhaumense enalteceu o trabalho do Vasco da Gama: “O Inhaumense é um time novo, primeira vez que disputamos e hoje não fizemos boa partida e o time do Vasco é muito bom. Aproveitaram as oportunidades. Os meninos sentiram o campo, e o Vasco é muito bom e nosso time perdeu muitos lances bons”, garantiu.
A arbitragem, comandada por Julio Botelho, deixou o jogo se perder quando não expulsou o zagueiro Vinícius, do Vasco da Gama por uma entrada desleal, por trás e sem a presença da bola, ainda deixou em campo o atleta Tom, também do Vasco da Gama, mesmo este tentado intimidar o goleiro adversário aplicando golpes de capoeira em direção ao atleta visitante. Quanto ao atleta Tom, a diretoria do Vasco da Gama poderia tomar providências para ele escolher qual esporte pretende seguir na carreira.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.