sexta-feira, 3 de Maio de 2013 05:31h Atualizado em 3 de Maio de 2013 às 07:44h. Luciano Eurides

Vasco da Gama perde amistoso frente o Cruzeiro

O Vasco da Gama recebeu o Cruzeiro de Belo Horizonte na manhã da última quarta-feira (1º de maio) para uma partida amistosa em preparação para o Campeonato Mineiro da Federação Mineira de Futebol (FMF). O time divinopolitano estreia no campeonato estadual

O Vasco da Gama recebeu o Cruzeiro de Belo Horizonte na manhã da última quarta-feira (1º de maio) para uma partida amistosa em preparação para o Campeonato Mineiro da Federação Mineira de Futebol (FMF). O time divinopolitano estreia no campeonato estadual dia 11 de maio, fora de casa e na segunda rodada, dia 19, recebe no Farião a equipe AMDH, é a estreia em casa.


O Vasco da Gama jogou fechado o tempo todo e o Cruzeiro foi quem deu o ritmo do jogo. Logo no primeiro tempo o time da Raposa abriu o placar com Michel. Momentos de igualdade e ainda superioridade azul. Na segunda etapa o time de Belo Horizonte deslanchou no jogo. Michel fez uma grande jogada e rolou para Sávio chutar. O volante Daniel, do Vasco da Gama desviou a bola com a mão e deveria ter sido expulso pela arbitragem, que não o fez. Igor cobrou a penalidade e fez 2x0. Com 15 minutos de jogo Vitinho cruzou na medida certa para Wendell marcar e fazer 3x0. Ainda aos 27, Lucas Campeiro em cobrança perfeita de falta fez 4x0.


O cruzeiro trouxe atletas experientes embora de pouca idade. Igor, jogador celeste e da Seleção Brasileira falou da importância do amistoso e das dificuldades de um campeonato que reúne as melhores equipes de Minas. “Valeu muito a pena é uma preparação para o mineiro que falta apenas duas semanas para começar e um jogo treino vai ser muito bom lá na frente. O time pode chegar muito a frente, ser campeão, estamos lutando muito para isso. Estou há três anos e sou de Juiz de Fora. A convocação foi boa, mas machuquei o tornozelo e  lutarei para estar lá de novo”, garantiu.


Sávio, atleta três vezes convocado para a seleção confirma a fala do companheiro de clube e assinala a qualidade necessária para as competições futuras. Ele lamentou que Daniel tirou com a mão o que seria o gol dele. “Estava em busca desse gol há muito tempo, o pessoal fica chateando, porém o importante não é fazer o gol e sim a vitória. Estou no cruzeiro há três anos e fui convocado três vezes, ou seja, cheguei no cruzeiro junto com o Igor e foi muito proveitoso tê-lo na seleção um companheiro a mais é sempre importante  e espero trabalhar forte para nós voltarmos. O cruzeiro é um time grande, temos de encarar o mineiro e a Copa Brasil no Espírito Santo e buscarmos sempre o título. Sou de Natividade no Rio de Janeiro, cidade pequenininha, ninguém conhece, vou lá sempre que tem folga, e já sou ídolo lá sim”, disse o bem humorado Sávio.


Marcelo Vilhena, treinador do Cruzeiro destacou a importância de um clube da cidade disputar a competição e solicitou apoio para os clubes da cidade. “Eu conversei com o Gilmar e com a turma do Vasco da Gama e eles disputam pela primeira vez e tem um desafio, pois os times que estão na competição tem uma certa estrutura, no entanto,  para  o começo estão no caminho certo e fico triste de ver pouco investimento da cidade nos times como Guarani, Palmeiras, Vasco e Flamengo. Tem de começar, plantar essa semente e assim lutar jogo a jogo e eu particularmente torço para o sucesso deles. Vai ser uma luta, mas não existe futebol sem lutas”, garantiu.


Pelo lado cruzmaltino coube a Bruno dar as explicações. O atleta não fugiu a responsabilidade e comentou a partida. “Valeu a pena nosso time precisava de um amistoso de alto nível para eu testar e consertar erros. Atuamos muito bem até mesmo na marcação, faltou rodar a bola e nosso ataque ficou um pouco perdido e vamos ter de acertar isso, e quando jogar com eles de novo não podemos falhar, vimos isso nesse e no outro amistoso. Acho que o time deles roda muito a bola e tem um melhor condicionamento físico e tivemos de correr mais, fizemos de tudo e não deu. A chave é difícil, tem três times grandes, e são todos do mesmo nível do Cruzeiro e se quisermos nos classificar para o hexagonal teremos de ser perfeitos”, declarou.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.