terça-feira, 31 de Julho de 2012 10:49h Gazeta do Oeste

Vereador justifica homenagem a R49 e Kalil afirma: "A inveja é uma merda"

O título de Cidadão Honorário de Belo Horizonte foi dado a Ronaldinho Gaúcho nesta segunda-feira. A iniciativa do vereador Daniel Nepomuceno, que também é vice-presidente do Atlético, recebeu críticas pelo fato de o jogador estar há pouco tempo na cidade.

 

 

Mas o político justificou a homenagem. “Quando fala que ele está em Belo Horizonte, o mundo respeita a cidade. É isso que ele representa, o que ele fez e está fazendo. Ronaldinho é nosso, é belo-horizontino”.

 

O presidente do Atlético, Alexandre Kalil, condenou os críticos, considerando-os invejosos. “Quando eu soube da homenagem ao Ronaldinho, eu fiquei muito feliz e surpreso. Como diz uma frase de pára-choque de caminhão, a inveja é uma merda. Muitos criticaram impiedosamente sem o menor motivo uma expressão legitima da maioria do povo de Belo Horizonte”, afirmou.

 

 

“Larguem a inveja. Isso não faz mal a ninguém. Isso não é pegar propina para construção”, concluiu.

 

Ronaldinho se disse contente com o título. “Agradecer ao carinho. Em tão pouco tempo ser tratado dessa forma. Hoje eu entendo bem porque todo mundo que vem para cá fica com BH no coração. Deus me deu a sorte de jogar num clube que tem essa torcida apaixonada”.

 

 

 

 

 

 

SUPERESPORTES

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.