quinta-feira, 20 de Setembro de 2012 12:44h Gazeta do Oeste

Victor motivado para encontrar o ex time

A força da torcida é a aposta do goleiro Victor para o jogo deste domingo, contra o Grêmio, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida acontecerá às 16h, no Estádio Independência, em Belo Horizonte.

A força da torcida é a aposta do goleiro Victor para o jogo deste domingo, contra o Grêmio, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida acontecerá às 16h, no Estádio Independência, em Belo Horizonte.

 


O arqueiro destaca o bom retrospecto do Galo como mandante e destaca a importância do confronto. “A gente sabe que o nosso 12º jogador é a nossa torcida, que apoia, empurra o time para cima do adversário o tempo todo e nos incentiva bastante. Mesmo do outro lado tendo jogadores experientes e rodados, isso com certeza pesa, mas acho que pesa mais a nosso favor pela motivação que nos dá, prova disso são os resultados e jogos que fizemos em casa”, disse o atleta.

 


Victor revela que o fato de enfrentar o seu ex-clube não modifica nada e que o atrativo do confronto é a disputa direta na tabela. “É um jogo que a gente tem uma preparação igual a outro jogo. É, talvez, diferente pela importância de tabela, um confronto direto, como se fosse uma decisão de campeonato para nós, mas a preparação é a mesma para um jogo decisivo. A gente tem que focar no nosso objetivo que é a vitória”, afirmou. “Temos que viver o nosso campeonato, procurar fazer o nosso melhor e jogar para cima dos adversários, até porque dependemos apenas das nossas forças para conseguir ser campeão”, concluiu Victor.

 


A representação do Atlético foi marcada por uma longa conversa entre o técnico Cuca e os jogadores, na Cidade do Galo, nesta terça-feira. Na entrevista coletiva, o goleiro Victor falou sobre o bate-papo. “Foi uma conversa importante e necessária, para corrigirmos e acertamos algumas coisas. A conversa e o diálogo fazem parte do futebol. Foi bastante produtiva e importante”, disse o camisa 83. “Foi para ajustar algumas coisas. Não teve nada de broncas ou algo parecido. Foi para tentarmos corrigir. E falar da importância dessa semana. Foi de uma linha bem tranquila. Diálogo e troca de idéias para retomar o caminho”, complementou.

 


Durante a reunião, que durou cerca de uma hora, Victor foi um dos jogadores que pediu a palavra. “A gente tenta dar a colaboração da forma que a gente pode. Todo mundo tem a palavra aberta para falar. É o que eu falo, quem fala se compromete. Todo mundo tem essa possibilidade e o Cuca é aberto ao diálogo. Foi o momento para a gente trocar idéias em prol do coletivo, do time”, explicou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.