segunda-feira, 6 de Outubro de 2014 13:42h

Victor pede reação e projeta partidas com concorrentes: "Tem que pontuar"

Goleiro alvinegro acredito que time precisa fazer boas partidas contra Fluminense e São Paulo para continuar subindo na tabela e garantir vaga na próxima Libertadores

A atuação atípica do Atlético-MG contra o Criciúma, sábado passado, fez Victor buscar na memória quando foi a última partida na qual a defesa havia sofrido três gols. O goleiro citou o Mundial de Clubes. Errado. Foi na final da Recopa, dia 23 de julho, quando o Galo venceu o Lanús por 5 a 3, no Mineirão.
Sábado, o Galo voltou a sofrer três em um só jogo (confira os gols da partida no vídeo acima). E do detentor do pior ataque da competição - fez 16 em 26 partidas. O revés já é parte do passado. Afinal, pela frente estão duas partidas de confronto direto ao G-4: contra Fluminense e São Paulo. Por isso, o goleiro pede uma reação imediata.
- É clichê falar, mas é o famoso jogo de seis pontos. A gente tem que estudar bem os adversários, tirar os espaços e a velocidade do time deles. Temos alguns dias para fazer essa análise e nos prepararmos de forma eficiente para buscar os pontos no Rio de Janeiro (contra o Fluminense). Temos que pontuar até porque são concorrentes diretos, e o campeonato está se afunilando faltando 12 rodadas. Cada jogo temos que encarar como decisão.
Na quinta-feira, a equipe de Levir Culpi visita o Fluminense, às 19h30 (de Brasília), no Maracanã. Enquanto o Atlético-MG está na quarta colocação com 43 pontos, o tricolor carioca tem 41, no sétimo lugar. Depois, o time alvinegro encara o São Paulo, no Independência, em outra partida contra uma equipe que briga pelos primeiros lugares.
Gols contra
O goleiro falou sobre o Atlético-MG ter sido vazado em três oportunidades em Santa Catarina. Para eles, os desfalques afetaram o desempenho do Galo.
- Não me lembrava de ter tomado três gols. Os desfalques realmente foram muitos, mas a equipe sentiu o cansaço dessa sequência de temporada, acabou se perdendo um pouquinho com os erros da arbitragem que não foram poucos. Temos que creditar isso também.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.