quinta-feira, 21 de Novembro de 2013 05:11h

Willian pede para ficar no Cruzeiro

Vice-artilheiro do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro, com sete gols, o atacante Willian quer ficar na Toca da Raposa em definitivo. O contrato de empréstimo do jogador com o clube celeste se encerra em julho do ano que vem e os direitos econômicos estão f

Vice-artilheiro do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro, com sete gols, o atacante Willian quer ficar na Toca da Raposa em definitivo. O contrato de empréstimo do jogador com o clube celeste se encerra em julho do ano que vem e os direitos econômicos estão fixados em 4 milhões de euros (cerca de R$ 12 milhões).
O atleta veio para o Cruzeiro incluído na negociação do meia Diego Souza para o Metalist, da Ucrânia, por 6 milhões de euros (aproximadamente R$ 18 milhões), em julho deste ano. Importante na campanha do tricampeonato nacional, o atacante 'do bigode' jogou a maior parte do Brasileirão, participando de 24 partidas até agora, e espera renovar o vínculo com o time celeste.

 


“Vou continuar batalhando pelo meu espaço, mostrando o meu valor para que o Cruzeiro possa optar pela compra já que eles têm os valores e a data (do término do contrato). Espero continuar fazendo um bom trabalho, e tomara que o clube possa reconhecer isso também”, frisou Willian.
Em entrevista à Itatiaia, o diretor de futebol do Cruzeiro, Alexandre Mattos, afirmou que os 4 milhões de euros não é um valor absurdo para um jogador de 26 anos que se mostrou de muita qualidade. “Temos tranquilidade, pois ainda faltam sete, oito meses. Mas é um casamento que deu certo e vamos tentar mantê-lo”, revelou.

 


Na temporada de 2014, o Cruzeiro terá pela frente a disputa da Copa Libertadores, além do Campeonato Mineiro, da Copa do Brasil e do Brasileirão. Para ir em busca do terceiro título da Raposa na competição continental, Willian planeja mais um período de sucesso. “Estou muito feliz, juntamente com a minha família, muito bem adaptado. Quero continuar e fazer um ano vitorioso”, destacou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.