quinta-feira, 14 de Maio de 2015 09:59h

15º FESTIVAL DA QUITANDA DE CONGONHAS IRÁ PREMIAR MELHORES QUITANDAS DA REGIÃO

Emater-MG orienta quitandeiras sobre segurança alimentar e geração de renda

Bolos, pastel de angu, cubu, cachaças artesanais e tortas. Esses são alguns dos tradicionais produtos de Congonhas e região que o público poderá saborear no Festival da Quitanda em Congonhas, região Central de Minas Gerais. Parceira no evento, a Emater-MG orienta as quitandeiras participantes sobre segurança alimentar e nutricional, geração de renda e profissionalização da atividade. O festival está em sua décima quinta edição e tem promovido o resgate de receitas tradicionais e o fortalecimento da atividade na região.

O evento é promovido pela Secretaria Municipal de Cultura e conta com a parceria da Emater-MG e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac Minas). Esta edição será realizada no dia 17 de maio, a partir das 9h, no espaço cultural Romaria, na Alameda Cidade de Matozinhos de Portugal, nº 153, bairro Basílica.

O festival tem como objetivos valorizar e estimular a produção de quitandas em Congonhas e região. No total serão 45 expositores. Vinte e cinco do município de Congonhas e o restante de cidades vizinhas. O grupo é formado por comerciantes e quitandeiras das zonas rural e urbana. Durante o evento, além da comercialização de quitandas, haverá apresentações culturais e shows musicais.

“O festival é importante porque, além de resgatar as receitas tradicionais das quitandas mineiras, promove a comercialização de quitandas, gerando trabalho e renda para as quitandeiras. Também tem o cunho cultural, pois a secretaria de Cultura e parceiros está pleiteando junto ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) o título de patrimônio imaterial ao ofício das quitandeiras”, diz a secretária de Cultura de Congonhas, Míriam Lúcia Palhares Silva.

As quitandeiras que participam do festival recebem orientação da Emater-MG sobre boas práticas de fabricação, comercialização e divulgação de seus produtos. Segurança alimentar e nutricional, geração de renda e profissionalização da atividade são os principais focos das ações desenvolvidas pela Empresa com as quitandeiras.

“Para isso, trabalhamos a cadeia produtiva de forma que as matérias-primas sejam cultivadas aqui mesmo e que sejam usadas pelos próprios produtores em sua alimentação e processadas pelas quitandeiras e comércio local”, diz a extensionista Ângela Márcia Monteiro Pinho Tavares.

Concurso

Um dos destaques do Festival é o Concurso de Quitandas. Um dos requisitos para se inscrever na disputa é a participação em treinamentos oferecidos pela Emater-MG. Todos os expositores participam da disputa nas seguintes categorias: quitanda prata da casa, quitanda regional, quitanda comércio especializado e melhor estande.

Nas categorias de quitandas serão premiados o 1º e o 2º colocados. Na categoria de estande será premiado o 1º lugar. Este ano também será distribuído gratuitamente o Caderno do Festival de Quitandas com as receitas participantes do concurso deste ano e com as receitas vencedoras na edição anterior.

O concurso é uma forma de incentivar as quitandeiras a resgatarem receitas antigas e criarem novas receitas, com ingredientes diferenciados, para agradar ao paladar do público participante. “O Festival proporciona às quitandeiras a oportunidade de melhorarem a oferta de seus produtos e serviços e terem, na comercialização de quitandas, uma fonte de renda para elas e respectivas famílias”, afirma Míriam Palhares.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.