sexta-feira, 4 de Novembro de 2011 14:12h Cristiane Fernandes

A partir de dezembro, carros importados terão aumento

O Supremo Tribunal Federal (STF) adiou para 15 de dezembro o aumento do IPI para os carros importados

O governo federal anunciou no mês de setembro um aumento de 30 pontos percentuais nos impostos para a compra de carros importados. Esta medida é válida para os automóveis fabricados fora do Mercosul, as marcas atingidas são as chinesas Jac Motrs e Chery e as tradicionais Audi e BMW. Essa atitude do Governo Federal partiu do pressuposto de melhorar a produção e competitividade dentro do país.
Com esta decisão, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), houve uma queda na compra de veículos pelas concessionárias. Porém, a medida que começou a vigorar no dia 15 de Setembro, foi interrompida pelo Supremo Tribunal Federal (STF).


No dia 20 de Outubro, o STF suspendeu o aumento dos tributos para os carros importados e determinou que fosse cumprido um prazo de 90 dias após o decreto. Isso, porque de acordo com STF, esta medida violou o direito do consumidor de não poder ser surpreendido com aumento de impostos.


Segundo o gerente de uma concessionária de carros importados da cidade, que preferiu não ter seu nome divulgado, depois que a medida foi temporariamente cancelada, os clientes aproveitaram para voltar às concessionárias e fechar negócio, para não pagar mais caro em dezembro pelo mesmo veículo. Porém, mesmo com esta decisão do STF, a venda de carros não teve um aumento considerável. De acordo com dados do MDIC em setembro foram importados 62,8 mil carros, o que representa uma queda de 16% na importação de carros no país, já que no mês de agosto entraram no Brasil 75 mil novos veículos. Aqui em Divinópolis, o cenário não é diferente, segundo o gerente, ainda não houve uma procura maciça pelos veículos, muitos voltaram para fechar os orçamentos dos carros, mas nada que supere muito as vendas do mês passado.


Cleber Souza, comerciante, comprou um carro importado logo que saiu a decisão do aumento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e se diz satisfeito pela compra. “Procuro há um tempo ter um carro importado e à partir de Dezembro os carros terão um reajuste muito alto. O adiamento do aumento dos impostos me fez criar coragem. Eu estou muito satisfeito com a compra”ressaltou.
Na tentativa de fazer as vendas aumentarem, a concessionária Hyunday, em Divinópolis está com descontos especiais e carros sem aumento de IPI até Dezembro, é uma boa oportunidade para quem quer adquirir um carro importado e com o preço bom. Vale lembrar que também serão afetados ônibus, caminhões, picapes e tratores.

 

 

VENDAS


Segundo dados da Associação Brasileira de Importadores de Veículos (Abeiva) até o final de agosto, foram emplacados 129.281 veículos importados ao Brasil de fora do Mercosul, uma alta de 112,4% sobre o total de 60.868 unidades no mesmo período de 2010. No entanto, esse número representa apenas 24,5% do total de veículos importados vendidos no Brasil, de 528.082 unidades no período. A diferença corresponde a modelos fabricados na Argentina e no México por marcas que têm unidades locais. As vendas totais registradas pela Abeiva chegam a 5,79% do mercado interno, que foi de 2.233.316 emplacamentos até o final de agosto.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.