quarta-feira, 31 de Dezembro de 2014 04:34h Atualizado em 31 de Dezembro de 2014 às 04:36h.

Adoção de filhos de dependentes químicos motiva reunião

Comissão quer debater denúncia de que recém-nascidos estariam sendo afastados dos pais envolvidos com drogas

A Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) quer discutir denúncia de que filhos de dependentes químicos estariam sendo retirados da família ao nascerem. Requerimento com essa finalidade, de autoria do deputado João Leite (PSDB), foi aprovado na reunião realizada nesta quarta-feira (30/12/14).

Segundo a denúncia recebida pela comissão, recém-nascidos filhos de dependentes químicos têm sido colocados à disposição para adoção, mesmo contra a vontade dos pais biológicos. “Precisamos buscar informações em órgãos como o Ministério Público e o Conselho da Criança e do Adolescente para entender essa realidade”, afirmou o deputado João Leite.

Outra reunião requerida pelo deputado João Leite tem o objetivo de discutir a necessidade de retirada de árvores nas margens das rodovias estaduais. Segundo o parlamentar, algumas árvores precisam ser removidas de modo a criar uma área de escape para os carros, o que poderia diminuir a gravidade dos acidentes de trânsito.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.