terça-feira, 16 de Dezembro de 2014 08:45h

Agência RMBH lança primeira edição de periódico sobre políticas públicas e governança

Publicação foi preparada em comemoração aos cinco anos de criação da agência. Versão eletrônica já está disponível em www.metropolitana.mg.gov.br

A Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte (ARMBH) lança nesta terça-feira (16/12), em sua homepage www.metropolitana.mg.gov.br, a versão eletrônica da primeira edição anual da revista “Pensar Metropolitano: políticas públicas e governança interfederativa”, em comemoração aos cinco anos de criação da Agência RMBH.

O objetivo da revista é abordar políticas públicas e problemas de governança em regiões metropolitanas. Nesta primeira edição, o seu conteúdo tem como foco os problemas de cooperação entre os municípios da RMBH e a maneira como o Arranjo Metropolitano tem respondido, por meio da Agência RMBH, às demandas geradas nos últimos anos.

Segundo o coordenador do Observatório de Políticas Metropolitanas da Agência RMBH e organizador do projeto, Alexandre Canuto, “a intenção da revista é que qualquer cidadão possa ler e entender os textos e, por isso mesmo, não é puramente acadêmica e nem tão pouco somente jornalística. A proposta é ampliar a consciência metropolitana entre a população, com linguagem acessível, mas com cuidado técnico-metodológico”, explica.

Além disso, a revista visa colocar a Agência RMBH no rol das instituições que produzem conhecimentos sobre metrópoles e manter a memória técnica do Arranjo Metropolitano da RMBH, propiciando textos sobre projetos, problemas e conflitos que contribuem para o amadurecimento da metrópole.

Conteúdo

O conteúdo desta primeira edição da revista é composto por oito textos, sendo dois sobre a evolução do Arranjo Metropolitano da RMBH, cinco sobre problemas comuns entre os municípios da RMBH e as respectivas propostas e ações que estão sendo tomadas para solucioná-los, e o último com uma reflexão sobre em que medida o atual arranjo metropolitano poderia deixar de ser simplesmente de planejamento e gestão para se tornar também uma instância de governança com maior participação e empoderamento  dos municípios e da sociedade civil

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.