segunda-feira, 28 de Outubro de 2013 07:47h

Agricultor de Minas Gerais já aplicou R$ 2,1 bilhões de crédito nesta safra

No período 2013/2014, os repasses para a agricultura e pecuária do Estado deverão ultrapassar R$ 12 bilhões

A aplicação de crédito para o desenvolvimento das atividades agrícolas e pecuárias de Minas Gerais na safra 2013/2014, exclusivamente pelo Banco do Brasil, deve alcançar R$ 12 bilhões, em comparação com os R$ 10,9 bilhões registrados no período anterior. Nos três primeiros meses da safra atual (julho a setembro), as aplicações no Estado somaram R$ 2,1 bilhões.

Ainda houve, na safra passada, repasses de R$ 1,2 bilhão pelo Sicoob – Crediminas, informa a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

Segundo Diego Alves Peçanha, assessor técnico da Superintendência de Política e Economia Agrícola (Spea), por meio de 48,2 mil contratos junto ao Banco do Brasil, os agricultores empresariais aplicaram na safra 2012/2013 a soma de R$ 8,9 bilhões, cifra 34,5% maior que a registrada no período anterior.

“As atividades de custeio da agricultura no setor empresarial, pelo Banco do Brasil, absorveram R$ 4,7 bilhões, um aumento de 27,3% em relação à safra de 2011/2012. No caso das aplicações em investimento, que foram da ordem de R$ 1,9 bilhão, o crescimento foi de 64,9%. E para a comercialização os recursos alcançaram R$ 1,4 bilhão, aumento de 20,4%.     

Para a agricultura familiar, o BB fez repasses da ordem de R$ 1,9 bilhão, sendo R$ 971,9 milhões para custeio, valor 16,7% maior que o aplicado na safra anterior. As aplicações em investimento somaram R$ 931 milhões, um aumento de 14,4%. O valor total das aplicações na agricultura familiar teve uma evolução de 30,5%.

Por meio do Sicoob – Crediminas foram realizadas aplicações de R$ 584,2 milhões em atividades de custeio. Os recursos destinados à comercialização somaram R$ 93,6 milhões.

Programa ABC

No período 2012/2013, as aplicações do Programa ABC (Agricultura de Baixo Carbono), por intermédio do Banco do Brasil, somaram R$ 524,5 milhões. A cifra teve aumento de cerca de 60% em relação à safra anterior. Os maiores repasses foram para os produtores do Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba, soma de R$ 195,7 milhões, cifra 49% maior que a da safra anterior. A região Noroeste ocupou o segundo lugar, com repasses R$ 98,3 milhões, e em terceiro ficou a região Norte, com aplicações de R$ 57,8 milhões. Os produtores das regiões Sul-Sudoeste, Oeste e Central Mineira também fizeram aplicações expressivas, cuja soma alcançou R$ 92,2 milhões.

Crédito Rural

Estimativa para 2013/2014
Mais de R$ 12 bilhões

Janeiro/Setembro
(R$ 2,1 bi)

Safra 2012/2013

BB:
R$ 10,9 bi

Sicoob-Crediminas:
R$ 1,2 bi

Agricultura Empresarial:
R$ 8,9 bilhões (+34,5%
Agricultura Familiar:
R$ 1,9 bi (+14,4%)

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.