segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2011 00:00h

Agricultura orienta plantio de café

Estudo indica melhores períodos para o cultivo, os tipos de solo e os municípios aptos para o desenvolvimento do grão em dez estados

O Ministério da Agricultura divulgou no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 28 de fevereiro, o Zoneamento Agrícola para o plantio do café.

O grão, importante produto agrícola brasileiro comercializado no mercado nacional e internacional, é cultivado por produtores de quase todas as regiões brasileiras.

O estudo indica os melhores períodos, os tipos de solo e os municípios aptos em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia, Distrito Federal, Goiás, Paraná, Rondônia, São Paulo, Espírito Santo e Minas Gerais.

O Brasil produz duas espécies de café, o arábica e o robusta. As condições hídricas e de temperatura são os principais fatores climáticos que influenciam a produção dessas variedades. Segundo o estudo do Ministério da Agricultura, temperaturas médias anuais entre 18º. e 23ºC estão no limite para a cultura.

Os índices térmicos médios anuais entre 19 e 21ºC são ideais. De um modo geral, o cafeeiro é pouco tolerante ao frio. Temperaturas em torno de -3,4ºC provocam a morte precoce da planta. Para o seu bom desenvolvimento e produção, o cafeeiro necessita de umidade suficiente no solo durante os períodos de vegetação e frutificação.

De acordo com o zoneamento, o período indicado para plantio em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul é de 11 de setembro a 20 de novembro. No Distrito Federal, em Goiás e Rondônia, de 1º de outubro a 31 de dezembro. No Paraná, de 11 de setembro a 31 de maio. Em São Paulo, de 1º de outubro a 31 de janeiro. No Espírito Santo, de 1º de novembro a 31 de dezembro.

Em Minas Gerais, de 1º de janeiro a 31 de dezembro. Na Bahia, os produtores devem seguir as orientações específicas por município.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.