quinta-feira, 7 de Março de 2013 12:13h ALMG Assessoria de Imprensa

Aldo Rebelo é agraciado com título de cidadão honorário

Ministro, homenageado nesta quarta (6) em Reunião Especial de Plenário, ressalta a importância da história de Minas.

“A concessão desse título, além da honra, é também motivo de grande responsabilidade”. Foi com essas palavras que o ministro do Esporte Aldo Rebelo iniciou sua fala, durante reunião em que foi agraciado com o título de cidadão honorário do Estado. A solenidade foi nesta quarta-feira (6/3/13), no Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). O ministro afirmou que vai honrar essa distinção e ressaltou o papel de Minas Gerais na literatura, arte, esporte, história e politica. “Minas tem para o imaginário brasileiro a presença na história, na formação do Brasil, na unidade do nosso território e na criação da nossa identidade. Minas não constituiu apenas sua história como parte da história do Brasil. Minas construiu a mineiridade como seu traço”, ressaltou.

Aldo Rebelo também destacou seu trabalho como relator do Código Florestal, disse que fez mais de 200 audiências pelo País, algumas em Minas, colhendo diversos depoimentos e observando como vivia o agricultor. “Parecia difícil conciliar meio ambiente e agricultura, mas a população precisa dos dois setores, principalmente a população mais pobre. Vi que havia também interesses comerciais que envolviam a questão. O ambientalismo puro coexistia com o ambientalismo de mercado”, falou. Rebelo colocou ainda que nessa discussão é importante perceber que o desenvolvimento é vital e que a burocracia deve ter compromisso com essa necessidade.

O autor do pedido para a concessão do título foi o deputado Antônio Carlos Arantes (PSC). A honraria, concedida pelo governador a pedido do Legislativo mineiro, objetiva reconhecer os relevantes serviços prestados ao País por Aldo Rebelo em sua trajetória política.

História - Antônio Carlos Arantes ressaltou a carreira do Ministro do Esporte e disse que Aldo Rebelo é reconhecido por sua coragem e bravura na defesa do Brasil e que é uma referência quando o assunto é ética e moral.

O deputado destacou ainda o desempenho do homenageado quando ele foi relator da Comissão Especial do Código Florestal Brasileiro, que já vigorava há cerca de 50 anos. “Aldo Rebelo teve a sensibilidade de encontrar o equilíbrio no Congresso Nacional. Naquele momento, os produtores rurais e todos que dependem do setor agropecuário precisavam de uma revisão das normas legais de forma a permitir a produção sustentável, preservando o meio ambiente, e o ministro teve a postura certa de defender o Brasil como sempre fez”, disse.

Antônio Carlos Arantes afirmou ainda que vai se espelhar no exemplo do ministro para avançar na revisão da legislação mineira que trata da política florestal e de proteção da biodiversidade no Estado, contida na Lei 14.309 de 2002.

O deputado Alencar da Silveira Jr. (PDT), que representou na solenidade o presidente da ALMG, Dinis Pinheiro (PSDB), disse ser um admirador do ministro do Esporte.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.