sexta-feira, 20 de Maio de 2011 16:29h Ag?ncia Minas

Anastasia lamenta veto à MP que permitia investimentos no Norte e Nordeste de Minas

O governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, comentou o veto da presidente da República, Dilma Rousseff, à Medida Provisória 512 que garantia a ampliação de incentivos fiscais aos municípios mineiros que fazem parte da área da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).

 

 

“Nós esperávamos com muita ansiedade e com muita esperança que houvesse a sanção por parte do governo federal dessa medida, que é muito importante para o desenvolvimento, especialmente, do Norte de Minas e do Jequitinhonha”, repercutiu o governador, ressaltando que milhares de empregos deixarão de ser criados em razão desse veto.

 

Antonio Anastasia informou que o Governo de Minas já estava em tratativas avançadas com empresas do setor automobilístico para instalação de novas indústrias no Norte de Minas, caso a lei fosse sancionada.

 

 

“Lamento o veto e espero que o governo federal adote medidas de compensação para Minas Gerais”, afirmou.

 

O governador lembrou, ainda, que Minas Gerais foi penalizado com Medida Provisória editada pelo governo federal no final do ano passado, que criou incentivo específico para Pernambuco, possibilitando a instalação de uma fábrica da Fiat naquele estado.

 

 

“O Congresso Nacional aprovou por larga maioria dispositivo permitindo também que a área mineira da Sudene recebesse o mesmo tratamento. Houve uma movimentação firme das forças políticas mineiras, até governo e oposição, todos juntos, na tentativa de ter a sanção do dispositivo que, lamentavelmente, não veio. Nós lamentamos e vamos continuar trabalhando para que Minas Gerais avance, apesar de acharmos que, nesse caso, nós fomos prejudicados”, concluiu Anastasia.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.