sexta-feira, 19 de Setembro de 2014 08:07h

Anel Rodoviário de BH registra oito acidentes por dia no primeiro semestre de 2014

Trecho mais perigoso fica entre bairros Caiçara e Padre Eustáquio, na região noroeste de BH

Credito:Record Minas

O Anel Rodoviário de Belo Horizonte registrou cerca de oito acidentes por dia no primeiro semestre de 2014, de acordo com dados da Polícia Militar Rodoviária. Foram 1.500 ocorrências, sendo que 20 pessoas morreram no total.

Ainda conforme a PMR, o trecho mais perigoso são os 3 km entre o bairro Caiçara até a praça São Vicente, no bairro Padre Eustáquio, na região noroeste da capital. O tenente Geraldo Donizete destaca ainda dois pontos da pista.

— No KM 10, o acúmulo de veículos é problemático. O mesmo acontece no KM 14 devido ao cruzamento com a avenida Pedro 2º no local. Além disso, logo à frente, tem a praça São Vicente onde a via fica mais estreita.

Em 90% dos acidentes a falha humana é o motivo, como excesso de velocidade, não manter distância de segurança entre um veículo e outro e deixar de obedecer regras de preferência em trevos e entroncamentos.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.