sexta-feira, 1 de Fevereiro de 2013 09:34h Agência Minas

Ano letivo começa em Minas Gerais com escolas estaduais de cara nova

Aulas na rede pública estadual iniciam nesta segunda-feira. Governo de Minas, investiu, só em 2012, R$ 407,8 milhões na melhoria da infraestrutura escolar

Quando as aulas da rede pública estadual de Minas Gerais voltarem, nesta segunda-feira (4), muitos alunos vão encontrar suas escolas de cara nova e em melhores condições para o ano letivo de 2013. O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Educação (SEE), investiu, só no ano passado, R$ 407,8 milhões na melhoria da infraestrutura escolar. Foram construções de novos prédios, obras de reforma e/ou ampliação, construção de quadras, compra de mobiliários e equipamentos novos, além de uma parcela que foi investida em convênios com redes municipais de educação.

Na Escola Estadual Professora Elza Cardoso Rangel, em Ibirité, por exemplo, os 380 alunos dos anos iniciais e finais do ensino fundamental vão encontrar um espaço totalmente reformado. Durante o ano de 2012, a escola passou por obras nos banheiros, reforma do refeitório, ampliação da cantina e das salas de aula, mudança da rede elétrica e hidráulica, além da troca do telhado e realização da pintura interna e externa. Só nessa obra foram investidos R$ 345 mil.

Segundo a diretora da escola, Andreia Vana Ferreira Lacerda, a reforma foi de grande importância e vai trazer muitos benefícios. “Toda a comunidade estava ansiosa, aguardando o fim das obras para que as novas dependências da escola pudessem ser usadas. Até mesmo alguns alunos que tinham deixado a escola estão nos procurando para poder voltar às aulas, depois que viram a reforma e as melhorias feitas”, contou.

Em todo o Estado, as obras na rede estadual de ensino ultrapassaram os R$ 300 milhões em 2012. Com esse total, a secretaria zerou toda a demanda existente por intervenções na área de infraestrutura que contavam com os projetos e planilhas elaborados adequadamente pelas escolas. Atualmente, existem cerca de 1.350 obras em andamento em escolas de todas as regiões de Minas Gerais, com execução já iniciada ou em fase de licitação. Além disso, outras 216 obras foram concluídas ainda no ano passado.

Em Nova Lima, os alunos da Escola Estadual George Chalmers, também terão novidades quando chegarem para as aulas na próxima semana. Além das reformas e adaptações feitas nos espaços da secretaria, biblioteca e sala de multimeios, a escola ganhou uma nova quadra poliesportiva. A quadra, que já está pronta para uso, foi toda pintada e recebeu cobertura, arquibancadas e vestiários.

De acordo com a diretora da escola, Dalva Helena Gomes, a reforma e construção vão trazer melhorias que, somadas às ações pedagógicas, contribuirão para o melhor desempenho dos alunos. “Antes, a biblioteca ficava longe das salas de aula. Agora ela está mais próxima, facilitando o trabalho que é feito junto aos alunos. Tínhamos dificuldade em fazer palestras ou aulas mais dinâmicas, pois a sala de multimeios era pequena. Agora temos um espaço maior e podemos desenvolver atividades diferentes. Muitos de nossos alunos participam de jogos escolares. Agora temos uma quadra para treinar. Vamos usar esses espaços para melhoria da aprendizagem”, afirmou.

Assim como a escola de Nova Lima, outras unidades escolares também terão quadras novas, que já estão prontas ou em fase de construção. Isso porque a SEE autorizou, em 2012, obras de 98 quadras poliesportivas completas e a cobertura de outras 90 existentes em escolas de todas as regiões do Estado. Nessa iniciativa foram investidos, em parceria com o governo federal, um total de R$ 62,5 milhões. A SEE investiu mais de R$ 9 milhões, em contrapartida, na contratação de engenheiros para elaboração do novo projeto padrão das quadras, na contratação de pessoal para vistoria de obras, preparação de terreno, além da renovação do piso das quadras nas escolas que terão as coberturas colocadas.

 

Mobiliário, equipamento e tecnologia

 

Os investimentos em infraestrutura passam também pela modernização dos equipamentos utilizados nas escolas. Só com a compra de mobiliário e equipamentos, como carteiras, mesas, armários, telefones, impressoras, a SEE investiu, em 2012, R$ 41 milhões e atendeu a mais de duas mil escolas com recursos estaduais.

Na área de tecnologia, os equipamentos também estão sendo renovados. No fim de 2012, a secretaria finalizou a aquisição de 8,3 mil computadores que serão distribuídos para 1.085 escolas da rede estadual. O investimento total foi de R$ 11 milhões.

Além disso, a secretaria iniciou processo de modernização das conexões de internet de todas as escolas da rede estadual. Com investimento da ordem de R$ 8 milhões, a Educação vai garantir, até o fim do primeiro semestre desse ano, que todas as escolas da rede tenham, no mínimo, duas opções para conexão de internet. Dessa forma, será possível utilizar uma conexão para a área administrativa e a segunda para o setor pedagógico, garantindo assim mais velocidade no acesso.

Para a secretária adjunta da SEE, Maria Sueli Pires, a melhoria na infraestrutura que se tem promovido nos últimos anos promoverá um impacto favorável nos indicadores educacionais “Nossos alunos e professores terão melhores condições em salas de aula, biblioteca, laboratórios, nas atividades esportivas e tudo isso se soma a um conjunto de intervenções favoráveis a um rendimento pedagógico maior”, ressaltou.    

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.