sexta-feira, 27 de Maio de 2016 13:46h Agência Minas

Antônio Andrade entrega Comenda Antônio Secundino de São José

Medalha, entregue em Patos de Minas, homenageia um dos principais nomes do empreendedorismo e da inovação rurais de Minas Gerais

O vice-governador de Minas Gerais, Antônio Andrade, entregou na noite da última quarta-feira (25/5) em Patos de Minas, Território Noroeste, a Comenda Antônio Secundino de São José a 13 personalidades que contribuem para o desenvolvimento da agricultura, pecuária, abastecimento, saneamento e meio ambiente no Estado. Andrade discursou para uma plateia formada por produtores rurais, empresários, autoridades e lideranças regionais e destacou o setor do agronegócio mineiro e, em especial, à região do Alto Paranaíba. “Patos de Minas está estrategicamente localizada no centro das regiões mais produtivas de Minas Gerais: o Alto Paranaíba, o Triângulo Mineiro e o Noroeste de Minas. Regiões que colocam o Estado entre os mais competitivos do país e que ratificam a viabilidade do Brasil se tornar o maior produtor mundial de grãos, de carne e leite”, afirmou.

 

 

 

O vice-governador lembrou que a região tem cerca de 1,7 milhão de cabeças de gado, distribuídas em mais de 21 mil propriedades e que Patos de Minas é líder no ranking de produção de leite no Alto Paranaíba – região que responde por 15% do total produzido no Estado. Minas Gerais produz 9 bilhões de litros, o que representa mais de um quarto de toda a produção nacional. Quanto aos grãos, a previsão para este ano é produzir 13 milhões de toneladas, ou seja, um aumento de mais 10% com relação ao colhido no ano passado. “São dados tão convincentes que me fazem afirmar, com toda certeza, que o agronegócio é hoje o grande pilar de sustentação da nossa economia”, ressaltou.

 

 

 

“O trabalho realizado no campo é fundamental para a saúde econômica do Brasil. E eu, como produtor rural e ex-ministro da Agricultura, conheço de perto esta realidade. Precisamos gerar emprego e renda, atender demandas internas e mercados externos. É assim que se constrói um Estado forte e equilibrado. E o objetivo do Governo de Minas Gerais é justamente participar deste processo, como ente impulsionador e promotor do desenvolvimento”, afirmou Antônio Andrade.

 

 

 

O secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, João Cruz Reis Filho, homenageou a Antônio Secundino de São José, que dá nome à Comenda criada em 1991. Nascido na Fazenda do Onça, que hoje pertence ao município de Presidente Olegário, ele se formou engenheiro agrônomo pela Escola Superior de Agricultura do Estado de Minas Gerais, em Viçosa, se especializou no exterior e, quando retornou, fundou a Agroceres, empresa que há 60 anos se dedica à pesquisa de sementes e ao agronegócio, responsável pela introdução do milho híbrido no Brasil.

 

 

 

“O que nos chama a atenção na trajetória de Antônio Secundino foi seu caráter inovador. Para vocês terem uma ideia, até há pouco tempo, um professor universitário como ele era, e que resolvesse empreender, era mal visto pelos colegas, como se fosse um vendilhão da pátria, que expropriava o bem público em prol de uma empresa. Uma visão totalmente equivocada e anacrônica. Há mais de 60 anos Antônio Secundino criou a Agroceres e a quantidade de empregos que ele gerou, o desenvolvimento tecnológico e a renda gerada seguramente são mais que suficientes para que o Governo do Estado renda esta homenagem a ele”, afirmou.

 

 

 

O 1° vice-presidente da Assembleia Legislativa, Hely Tarqüínio, elogiou a trajetória de Antônio Secundino e prestou homenagem à cidade de Patos de Minas, pela produção agrícola. “Nós temos na figura dos pesquisadores, dos produtores rurais que acreditam na pesquisa e na tecnologia e na terra, sobretudo, a importância da nossa economia”, pontuou. O prefeito de Patos de Minas, Pedro Lucas Rodrigues, que disse que o município se orgulhava de receber “essas personalidades que contribuíram e contribuem para o desenvolvimento deste país, seja na área da agricultura, pecuária abastecimento, saneamento ou meio ambiente”.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.