sexta-feira, 22 de Novembro de 2013 11:08h

Aprovado Projeto de Lei que autoriza o município a consolidar Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Rural Sustentável

A Câmara Municipal de Córrego Fundo aprovou, no dia 18 de novembro, a consolidação do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Rural Sustentável – CIDRUS, firmado entre os municípios de Aguanil, Bom Sucesso, Camacho, Campo Belo, Cana Verde, Candeia

A Câmara Municipal de Córrego Fundo aprovou, no dia 18 de novembro, a consolidação do Consórcio

Intermunicipal de Desenvolvimento Rural Sustentável – CIDRUS, firmado entre os municípios de Aguanil,

Bom Sucesso, Camacho, Campo Belo, Cana Verde, Candeias, Carmópolis de Minas, Córrego Fundo, Formiga,

Oliveira, Pedra do Indaiá, Santana do Jacaré, Santo Antônio do Amparo e São Francisco de Paula. O

consórcio será responsável pela criação de um Sistema de Inspeção de Alimentos que certificará produtos

da agricultura familiar dos municípios consorciados.

O Projeto de Lei nº 634/2013 foi encaminhado para a apreciação dos vereadores pela Prefeitura no início do

mês de novembro. De acordo com o Chefe do Departamento de Agricultura da Prefeitura de Córrego Fundo,

Neurimar José Pinto, dentre os diversos objetivos do consórcio, destaca-se a implantação do Sistema de

Inspeção Alimentar que certificará as agroindústrias familiares, contribuindo fortemente para a economia

do município. Segundo explicou, muitos dos produtos são vendidos informalmente nas próprias residências

ou em feiras informais. Com a certificação, os produtores poderão comercializá-los no comércio local,

participar de licitações, comercializar entre municípios, e futuramente, em todo o país.

O Sistema de Inspeção Alimentar verifica aspectos como higiene, instalações e processo de produção. Sua

criação através de um consórcio entre municípios reduz significativamente os custos de manutenção, que

refletem em investimentos da administração municipal, bem como do produtor rural. Para efetivamente

implantá-lo, cria-se uma autarquia e são contratados profissionais como médico veterinário, técnico

agrícola e agrônomo.

Os principais produtos alvos da inspeção são os de origem animal, como carne, leite, queijo, peixe,

doces, dentre outros. Em Córrego Fundo, estima-se que 50 produtores rurais serão beneficiados, direta ou

indiretamente, e o resultado refletirá na economia local.

Neurimar destacou a importância desta certificação, citando o exemplo da merenda escolar de Córrego

Fundo. “Os produtos da agricultura familiar que são adquiridos para consumo dos alunos da rede escolar

não são comprados no município, mas sim, em outras cidades da região que têm este certificado”.

O chefe do Departamento de Agricultura ressaltou que este é apenas um dos benefícios da criação do

consórcio, cujos objetivos visam à busca por qualidade e economia. Com a aprovação da Lei pela CâmaraMunicipal, restam ainda outras etapas legais que envolvem o processo.

Para José Leão, este é um passo importante para o fortalecimento da agricultura familiar de Córrego Fundo

e para seu desenvolvimento local e expansão comercial.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.