segunda-feira, 13 de Abril de 2015 10:22h

ARSAE-MG autoriza reajuste anual das tarifas da Copasa

Aumento nos custos de energia elétrica foi o principal fator que contribuiu para a elevação das tarifas de água e de esgoto em 2015

A Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais - ARSAE-MG autorizou o reajuste das tarifas de água e de esgoto da Copasa para 2015.

O índice autorizado é de até 15,04%,  com aplicação por um ano a partir de 13 de maio.

A elevação de 62,22% nos custos de energia elétrica da Copasa foi o principal fator a contribuir para o aumento das tarifas de água e de esgoto. Só a energia elétrica contribuiu com 5,58 pontos percentuais do índice total autorizado.

Para usuários residenciais com consumo de 10 mil litros de água por mês e serviço de coleta de esgoto, o aumento na fatura será de R$5,20. O valor da conta passará de R$34,67 para R$39,87.

Usuários beneficiados pela Tarifa Social instituída pela ARSAE-MG em 2012, com consumo de 10 mil litros de água por mês e serviço de coleta de esgoto terão um aumento na fatura de R$ 3,55, com o valor da conta passando de R$23,57 para R$27,12. Em fevereiro de 2015, cerca de 630 mil famílias foram beneficiadas com a Tarifa Social.

A Resolução que trata do reajuste será publicada no “Minas Gerais” de sábado, 11 de abril. A Nota Técnica contendo todas as informações e o cálculo de cada componente do índice já está disponível no site www.arsae.mg.gov.br.

A ARSAE-MG

A Arsae foi criada, em 2009, para atender às determinações da Lei Federal 11.445/2007, marco regulatório do setor de saneamento no Brasil. Entre as atribuições da Agência, está o cálculo do reajuste das empresas e SAAEs por ela regulados e fiscalizados.

 

Entenda o cálculo

Para a definição do índice de reajuste nas tarifas da Copasa, a Arsae aplicou a metodologia definida pela Agência e submetida a Audiência Pública em 2011. Com o objetivo principal de manter o equilíbrio entre a capacidade de pagamento de usuários e a manutenção das condições para que o prestador oferte serviços com abrangência e qualidade, essa metodologia utiliza informações contábeis, gerenciais e de mercado da Copasa para apurar o efeito inflacionário nos diferentes tipos de custos de cada prestador e, no caso da Copasa, está sendo utilizada pela quinta vez.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.