sexta-feira, 14 de Outubro de 2016 17:37h

Assembleia de Minas participa da campanha Outubro Rosa

Além de iluminação do Palácio da Inconfidência, ALMG fará audiência e reunião sobre prevenção ao câncer de mama

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) vai aderir, a partir desta segunda-feira (17/10/16), à campanha Outubro Rosa, movimento internacional de conscientização sobre ocâncer de mama, com o objetivo de compartilhar informações sobre fatores de risco, medidas preventivas e meios de acesso aos serviços de diagnóstico e tratamento da doença. Até o dia 31, a parede de mármore do Palácio da Inconfidência, no Espaço Democrático José Aparecido de Oliveira, será iluminada na cor rosa.

A ALMG também vai promover outras duas atividades relacionadas à prevenção da doença. Com o objetivo de debater a situação em que se encontra o Programa Estadual de Prevenção e Controle do Câncer de Mama, a Comissão de Saúde vai realizar uma reunião na quinta-feira (20), às 9 horas, no Plenarinho I.

Segundo o autor do requerimento para a realização da audiência pública, deputado Antônio Jorge (PPS), o programa foi criado em 2011, pelo Governo de Minas, e, àquela época, a Secretaria de Estado de Saúde assumiu, com recursos próprios, o diagnóstico radiológico de mulheres na faixa de 40 a 50 anos.

"Também passou a oferecer incentivo financeiro aos prestadores que iniciassem o tratamento da paciente em até 30 dias e, para cobrir os vazios assistenciais, contratou dez mamógrafos móveis e um call center", explicou o parlamentar.

Com a reunião, a ideia é ouvir do governo mineiro se todas as ações criadas em 2011 ainda se encontram em funcionamento e quais são os resultados apurados de janeiro de 2015 a outubro de 2016.

Foram convidados para a audiência o secretário de Estado de Saúde, Sávio Souza Cruz; o presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-MG), José Maurício Lima Rezende; e a presidenta da Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos (Federassantas-MG), Kátia de Oliveira Rocha.

Também foram chamados o secretário municipal de Saúde de Belo Horizonte, Fabiano Geraldo Pimenta Júnior, o vice-presidente do Conselho Estadual de Saúde, Ederson Alves da Silva; o presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia - Regional Minas Gerais, Clécio Ênio Murta de Lucena; a médica mastologista Bárbara Pace Silva de Assis Carvalho; e a presidenta do Grupo Pérolas de Minas, Maria Luiza Oliveira.

Reunião Especial – Já na segunda-feira (24), às 20 horas, uma Reunião Especial de Plenário vai homenagear as madrinhas do Outubro Rosa, mulheres que se destacam pelo apoio à causa da prevenção e do tratamento do câncer de mama. O requerimento para a realização da reunião também é do deputado Antônio Jorge.

O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais comum entre as brasileiras, atrás apenas do câncer de pele. Segundo o Ministério da Saúde, a cada ano são cerca de 60 mil novos casos. A doença pode ser detectada nas fases iniciais, o que aumenta as chances de cura.

Ações de prevenção – Órgão auxiliar do Ministério da Saúde, o Instituto Nacional de Câncer (Inca) é o responsável pela coordenação de ações para prevenção e controle do câncer no Brasil. Em 2016, a campanha do órgão para o Outubro Rosa tem como tema “Câncer de mama: vamos falar sobre isso?”, com objetivo de desmistificar informações e fortalecer as recomendações do Ministério da Saúde sobre a doença.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.