sexta-feira, 4 de Abril de 2014 11:58h

Ato cívico no Palácio da Liberdade marca transmissão do cargo de governador

Cerca de 4 mil pessoas acompanharam cerimônia de entrega do Grande Colar da Inconfidência ao governador Alberto Pinto Coelho pelo seu antecessor Antonio Anastasia.

Cerca de 4 mil convidados, entre eles personalidades do meio político, empresarial, institucional e artístico, acompanharam no Palácio da Liberdade, nesta sexta-feira (04/04), a cerimônia de transmissão de cargo ao governador Alberto Pinto Coelho. A movimentação na Praça da Liberdade foi intensa desde o início da manhã, com a presença de populares, grupos artísticos, jornalistas e militares, que foram ao local para se despedir do governador Antonio Anastasia e saudar o novo chefe do Executivo mineiro, Alberto Pinto Coelho.

Após a solenidade de posse na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Alberto Pinto Coelho, o 46º Governador do Estado, chegou ao Palácio da Liberdade, por volta de 12h, escoltado por um piquete do Regimento de Cavalaria Alferes Tiradentes. Acompanhado da esposa, Célia Pinto Coelho, ele entrou pela Alameda Central da Praça da Liberdade, onde foi recebido por honras militares, e, em seguida, passou em revista pela tropa formada em sua homenagem.

Aplausos e prestígio

Alberto Pinto Coelho caminhou pela Alameda Central da Praça em direção ao Palácio, ao som de canções populares cantadas pelo coral Arte Miúda de Diamantina. Ele perpassou por um cortejo de bandeiras dos 853 municípios mineiros e, em seguida, prestou reverência à bandeira de Minas Gerais. Durante o trajeto, populares, homens e mulheres, demonstraram seu carinho ao governador recém-empossado com muitos aplausos.

Passando pelas alas dos Dragões da Inconfidência, Alberto Pinto Coelho chegou ao Palácio da Liberdade, sendo recebido pelo governador Antonio Anastasia na porta principal do prédio e, juntos, se deslocaram para a sacada do salão dourado. Nos jardins do Palácio da Liberdade, em frente à entrada principal da sede histórica do Governo de Minas, políticos e personalidades que prestigiavam o evento aguardavam os pronunciamentos. Nem a chuva fina que caía atrapalhava a festa.

Canção da América

Após a chegada dos dois governadores à sacada do Palácio, acompanhados do senador Aécio Neves e do governador de Goiás (Estado natal de Alberto), Marconi Perillo, houve a execução do Hino Nacional pela Orquestra Sinfônica da Polícia Militar. Em seguida, Antonio Anastasia pronunciou o discurso de despedida do cargo e procedeu a entrega do Grande Colar da Inconfidência, símbolo maior de honraria do Estado de Minas Gerais, ao governador Alberto Pinto Coelho, sendo ambos muito aplaudidos pelo público presente.

Ao final da cerimônia, Alberto Pinto Coelho fez seu primeiro discurso como governador do Estado. Em seguida, acompanhou o governador Anastasia até os portões do Palácio da Liberdade, onde os dois se despediram, ao som de “Canção da América”, clássico de autoria de Milton Nascimento e Fernando Brant. O governador Alberto retornou ao Palácio da Liberdade, onde recebeu cumprimentos dos presentes.

Exemplo de competência

Entre os convidados, empresários e presidentes de entidades falaram sobre o legado do governo Anastasia e a expectativa da administração Alberto Pinto Coelho, que ficará à frente do Governo de Minas até 31 de dezembro deste ano.

“O governo Anastasia foi exemplar, quer dizer, Minas está dando um exemplo de competência política, administrativa, e a continuidade do Alberto garante isso. Com certeza, a expectativa sobre a nova administração é a melhor possível, porque sabemos que a dignidade e a competência demonstradas pelo Anastasia e pelo Aécio vai continuar de maneira até a aprimorá-la com o Alberto”, disse o proprietário e fundador da Suggar, o empresário Lúcio Costa.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Olavo Machado Júnior, também saldou o governador empossado. “O Alberto Pinto Coelho, que sempre foi um grande companheiro de Aécio e Anastasia, com certeza fará uma grande administração dentro das possibilidades de quem tem um governo de oito meses. Mas é claro que as expectativas são sempre positivas”, garantiu. 

Já o presidente da Cenibra, Paulo Brant, disse que a entrada do governador Alberto Pinto Coelho representa uma continuidade de um processo que já dura mais de 11 anos e que tem recolocado Minas no caminho do progresso. “Uma das características do governo Aécio, do governo Anastasia e, certamente, do governo Alberto Pinto Coelho é o respeito à meritocracia, o espírito público. Então, esse sentimento, eu tenho a absoluta convicção de que vai continuar e levando Minas cada vez mais para o rumo do desenvolvimento”, afirmou.

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg), Roberto Simões, aposta na manutenção do bom relacionamento da entidade com o Governo de Minas. “O vice-governador, que agora se empossa, é um homem sempre muito simpático, vivido na vida política, sabe compreender as diversas demandas. Temos um bom relacionamento, muito afável, e esperamos que ele tenha uma obra de continuidade nos projetos desse mesmo governo, do qual ele fez parte por tanto tempo. Temos certeza que teremos um diálogo aberto, e possibilidade de sempre estar conversando sobre as nossas reivindicações”, disse.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.