segunda-feira, 17 de Janeiro de 2011 00:00h

Bairros de Três Corações ficam submersos

Transbordamento do Rio Verde e previsão de mais chuva deixam Sul em alerta
Thiago Lemos - 

Pelo menos 450 pessoas ficaram desalojadas em Três Corações, no Sul de Minas, depois que o nível do Rio Verde começou a subir e atingiu mais de sete metros durante a madrugada de hoje. Sete bairros ficaram debaixo d’água e a cidade passou a ser uma das principais preocupações dos Bombeiros e da Defesa Civil que atuam na região.

O risco de novas inundações é ainda maior já que volume do Rio do Peixe, que também corta a cidade, está aumentando. O Sul de Minas fica em alerta até quarta-feira, período em que há possibilidade de mais chuva sobre a região, de acordo com previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Durante todo o dia, a Defesa Civil de Três Corações avaliou a situação dos bairros Cinturão Verde, Vila Viana, Triângulo, Santana, Parque Jussara e Jardim América e Cotia, o mais afetado. Um helicóptero dos Bombeiros sobrevoou a região.

Pouco antes, a aeronave, que está na base de operações montada em Itamonte, sobrevoou cinco povoados da zona rural do município que estavam isolados desde o último dia 12. Até então não haviam tido nenhum contato com as autoridades da defesa. As estradas de acesso continuam interditadas e sem previsão de liberação.

A principal preocupação das cerca de mil pessoas que moram nessas localidades era com a alimentação, que foi enviada no fim da tarde. Alguns povoados ainda estão sem energia elétrica. Pelo menos 16 casas ficaram destruídas após o temporal.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil do município, José Carlos Gonçalves, o próximo passo é restabelecer o acesso às localidades antes que novas chuvas deixem a situação ainda mais complicada. “Estamos em alerta até pelo menos quarta-feira, quando há possibilidade de mais chuva na região”. A região central do município, que chegou a ter mais de 3 mil desabrigados, já voltou ao normal. Hoje, moradores ainda limpavam suas casas com kits de limpeza distribuídos pelas equipes de ajuda.

Conceição do Rio Verde, Aiuruoca, São Lourenço e Carvalho, que chegaram a ter vários pontos de alagamentos e registram situações mais críticas, começam a voltar à normalidade. O acesso a Alagoa, onde 158 pessoas ficaram desalojadas, continua sendo feito de forma precária, por meio de uma estrada de terra que exige veículos tracionado. Até o fim da tarde de ontem, equipes do DER e do pelotão de Engenharia do Exército permaneceram no local para terminar a construção de uma ponte provisória que vai ligar a cidade a Aiuruoca. O trafego deve ser liberado hoje.

O nível dos rios que cortam a região está baixando, mas no fim da tarde voltou a chover forte. A preocupação é que eles subam rapidamente devido a saturação do solo.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.