quinta-feira, 25 de Junho de 2015 13:42h

Betim e Copasa se unem na campanha para economia de água

Ação de mobilização social busca estimular a redução voluntária no consumo de água a fim de evitar racionamento ou tarifa de contingência

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e a Prefeitura de Betim promovem nesta sexta-feira, 26, a partir das 10 horas, o lançamento da campanha de mobilização social “Cada Gota Conta”, no auditório da Prefeitura, localizado na rua Pará de Minas, 640, Brasiléia, em Betim. Realizada em parceria com a Prefeitura, a ação visa estimular a redução voluntária no consumo de água no município com o objetivo de evitar a adoção de medidas como racionamento ou tarifa de contingência.
Durante o evento, o diretor de Operação Metropolitana da Copasa, Rômulo Perilli, irá apresentar a situação dos reservatórios responsáveis pelo abastecimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) e os planos de mobilização social para o enfrentamento da crise hídrica. “Estamos entrando no período da seca e os reservatórios do sistema Paraopeba estão com 36% da sua capacidade de reservação, o que significa risco de desabastecimento antes da chegada do próximo período chuvoso”, afirma. Em 2014, nesse mesmo período, o Sistema Paraopeba apresentava 61% do total e, em 2013, estava operando com 91,2% de sua capacidade. “Caso não economizemos, inevitavelmente, teremos que fazer o racionamento. E nós não queremos isto. Portanto, precisamos da colaboração de todos”, enfatiza.
No mês de maio, houve redução de 14,5% no consumo dos imóveis da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) em comparação com o mesmo período do ano passado. Já em abril, o resultado foi de 15%. A economia de março ficou em 16%, enquanto em fevereiro, primeiro mês após o anúncio da crise hídrica, a população reduziu apenas 9,4%.
“Nós sabemos que o consumo de água é fundamental para a vida humana. Sabemos também que, se realmente não chover e dependendo dos níveis de evaporação, o desperdício e o mau consumo dos recursos hídricos podem ocasionar em racionamento e sobretaxa. Portanto, devemos nos sensibilizar e começarmos uma reeducação em casa, nas escolas e no trabalho para mudarmos esse quadro de escassez de água que atualmente nos encontramos”, ressalta o Prefeito de Betim, Carlaile Pedrosa.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.