quarta-feira, 4 de Junho de 2014 14:06h

Biblioteca Luiz de Bessa completa 60 anos e comemora com exposição sobre Aleijadinho

Na mostra são abordados os aspectos biográficos, arquitetônicos, literários e polêmicos da vida e da obra do escultor e principal ícone do barroco mineiro

A Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa completou, esta semana, 60 anos e comemorou sua história com a abertura da exposição Presença de Aleijadinho, com curadoria de Amílcar Martins e Cristina Ávila. A mostra compõe a programação do Ano do Barroco Mineiro e Bicentenário da Morte do artista Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, promovida pelo Governo de Minas, por meio das secretarias de Estado de Cultura e de Turismo e Esportes, e pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

“Em seus 60 anos, podemos afirmar com toda a tranquilidade que a biblioteca estadual se consolida como espaço de referência nas políticas públicas de incentivo à leitura e acessibilidade. Neste exitoso trabalho, colhemos os frutos de um esforço conjunto, como a premiação da Biblioteca Nacional no Edital Nacional de Acessibilidade, que proporcionará um aprimoramento das ações voltadas para o atendimento aos portadores de necessidades especiais”, afirma a secretária de Estado de Cultura, Eliane Parreiras.

A superintendente de Bibliotecas Públicas e Suplemento Literário da Secretaria de Estado de Cultura, Catiara Afonso, agradeceu aos colaboradores e parceiros da instituição e lembrou a sua história. “Esse espaço é democrático, sempre aberto ao crescimento, inclusão, evolução, conhecimento e cultura. Queremos sempre potencializar nossas ações, formação de público e resultados”, destaca.

Na última segunda-feira (02/06), na abertura da exposição, o escritor e curador Amílcar Martins tomou posse como presidente da Associação de Amigos da Biblioteca (SABE). “São 60 anos de uma instituição que é orgulho de todos os mineiros. Também é com imenso orgulho que aceitei o convite de presidir a Associação de Amigos da Biblioteca, principalmente porque o convite partiu de um governo digno e honrado e que tem feito muito para a cultura em Minas”, salientou.

Também foi feita a doação, pelo presidente do Rotary Clube Oeste Belo Horizonte, Paulo Lasmar, de equipamentos para melhoria da infraestrutura do espaço. “É uma honra muito grande para o Rotary Clube Oeste Belo Horizonte, bem como para os clubes rotários da cidade, essa parceria que se inicia junto à biblioteca do Estado de Minas Gerais e a Secretaria de Estado de Cultura”, destacou lasmar

Presença de Aleijadinho

A mostra ficará em cartaz na Biblioteca Pública Estadual até 25 de julho de 2014. “A exposição tem um cunho didático. É composta por dois acervos importantes, o da Biblioteca Luiz de Bessa e o do Instituto Cultural Amilcar Martins. A mostra rememora o artista Aleijadinho e sua relação com Minas Gerais”, apresenta a historiadora Cristina Ávila.

Na mostra são abordados os aspectos biográficos, arquitetônicos, literários e polêmicos da vida e da obra do escultor e principal ícone do barroco mineiro.

Para complementar, trechos das obras de Oswald de Andrade, Carlos Drummond de Andrade e Murilo Mendes trazem lirismo àa mostra, por meio de poesias expostas na Galeria da Biblioteca. Os versos demonstram os olhares desses escritores sobre Aleijadinho.

Serviço: Exposição - Presença de Aleijadinho

Data: 02/06/14 a 25/07/2014

Horário: Segunda a sexta-feira, das 8h às 20h; sábado, das 8h às 12h

Local: Galeria de Arte Paulo Campos Guimarães – Praça da Liberdade, 21

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.