segunda-feira, 10 de Outubro de 2016 12:52h Codevasf

Boas Novas no Campo: Produção de mel aumenta e gera renda para apicultores do norte de Minas

O município de Bocaiuva, no norte de Minas Gerais, é um dos maiores polos apícolas do estado. Com o apoio da Codevasf os apicultores têm aumentado a renda e alcançado novos mercados consumidores, criando condições favoráveis à prosperidade da produção de mel na região.

 

Esta semana, a Rádio Codevasf traz a história da Cooperativa dos Apicultores e Agricultores Familiares do Norte de Minas (Coopemapi), composta por 167 apicultores oriundos de Bocaiuva e outros 17 municípios do Norte de Minas. A cooperativa iniciou os trabalhos em maio deste ano e, atualmente, a produção apícola dos produtores é de cerca de 250 toneladas de mel. Para 2017, a expectativa é de crescimento e uma série de fatores deverão contribuir para isso é o que explica o presidente da Coopemapi, Luciano Fernandes.

 

“Com o retorno das chuvas, o apoio da assistência técnica contratada pela Codevasf e com os serviços de consultoria, calculamos chegar ao final de 2017 produzindo 500 toneladas anuais e faturando R$ 6 milhões - e, em 2020, alcançar uma produção de 800 toneladas e faturamento de R$ 20 milhões”, aposta o produtor do município de Bocaiuva.

 

Segundo o presidente da Coopemapi, outra perspectiva dos apicultores é de diversificar a produção. “Hoje os cooperados produzem mel, polem, cera e derivados do mel. Nosso principal objetivo agora é iniciar o processo de certificação do mel de aroeira que é o mel mais importante da região norte de Minas”, conta.

 

Na avaliação do presidente da Coopemapi a obtenção do registro da Indicação Geográfica vai trazer ainda mais benefícios. “Primeiro, é a valorização da mata e a preservação da aroeira, pelo fato desse mel ser típico da região. Teremos também a valorização do apicultor, que vai poder aumentar a produção e fracionar o produto, além do turismo e de toda a cadeia produtiva do mel”, acrescenta.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.