sexta-feira, 19 de Agosto de 2011 15:42h Atualizado em 20 de Agosto de 2011 às 06:42h. Flávia Brandão

Câmara Municipal integrará projeto para implantação de Canal Digital 24 horas no ar

Divinópolis e mais sete cidades, a convite da ALMG, fazem parte do projeto piloto no Brasil

A Câmara Municipal de Divinópolis irá em breve assinar convênio para integrar um projeto piloto brasileiro, onde oito municípios mineiros (Belo Horizonte, Uberlândia, Uberaba, Lavras, Pouso Alegre, Montes Claros e Sete Lagoas), a convite da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), e coordenados pela Comunicação do Congresso Nacional, estarão implantando Canais Digitais do Legislativo, com transmissão  24 horas.  A informação foi repassada pelo presidente Pastor Paulo César (PRB), na última quinta-feira (18), que comemorou a conquista dizendo que a TV Câmara será o primeiro canal digital de Divinópolis e servirá como espaço para transmissão de todas as reuniões e atividades parlamentares, bem como a produção de jornais e programas próprios com notícias de interesse da comunidade.

 

O diretor de Comunicação da Câmara Municipal de Divinópolis, Flávio Ramos, que esteve em reunião, no dia 17, na ALMG, com a secretária de Comunicação do Congresso Nacional, Sueli Navarro, e com o diretor da TV Assembleia, Rodrigo Lucena, deu detalhes sobre o projeto e disse que a documentação para assinatura do convênio com o Congresso Nacional para liberação do sinal já deverá estar pronta na próxima semana ou  mais tardar no próximo mês. “Com a assinatura desse convênio já poderemos dar início ao processo licitatório para aquisição desses equipamentos. Caso a Câmara consiga adquirir os equipamentos ainda esse ano teremos o sinal digital funcionando dentro de 60 dias”, avaliou.

 

Ramos destacou que o Congresso Nacional escolheu a TV Assembleia de Minas Gerais, uma vez que ela é a melhor do Brasil em termos de conteúdo e completa 25 anos de existência. Nesse contexto, a TV Assembleia por sua vez escolheu as mais bem estruturadas TV Câmaras do interior de Minas Gerais para iniciar esse projeto. “Divinópolis foi convidada para fazer parte desse projeto piloto em termos de Brasil. São cerca 5500 municípios no país e seremos os primeiros a servir de experiência desse trabalho técnico, verificando quais serão os equipamentos mais adequados e que posteriormente serão indicados para as outras Câmaras, já que ainda não se tem uma exata noção de como o sinal digital irá se propagar”, explicou o diretor.

 

Equipamentos

 

Para poder receber o sinal do Canal Digital Legislativo, a Câmara Municipal de Divinópolis deverá adquirir transmissor, antena e alguns equipamentos periféricos para implantar de forma definitiva a TV Câmara. Questionado a respeito de valores, Flávio Ramos disse que será feito um levantamento técnico, abordando a questão geográfica da cidade, mas adiantou que levando em conta pesquisa feita pela Câmara de Lavras cerca R$350 mil reais serão suficientes para compra de dois transmissores, as antenas e equipamentos periféricos para fazerem a recepção e distribuição do sinal digital para toda Divinópolis.

 

Parceria

 

Ramos adiantou que será verificada uma parceria com a Câmara de Vereadores de Carmo do Cajuru para ela possa utilizar um espaço dentro dessas 24 horas de transmissão. “Devido à proximidade regional com Carmo do Cajuru, o nosso sinal fatalmente invadirá a Câmara Municipal da cidade e para compensar essa invasão iremos propor que utilizem o nosso sinal, a nossa estrutura e divulguem os trabalhos legislativos deles”, declarou. O diretor salientou que poderão ser feitas parcerias com outras cidades, caso haja uma invasão de “circunscrição territorial”.

 

Programação

 

A princípio a programação, segundo o diretor, irá trazer conteúdo da TV ALMG e o produzido pela TV Câmara de Divinópolis. “Iremos fazer programas de debates e o que acontecer no plenário da Câmara iremos fazer a transmissão ao vivo. Além disso, as atividades que acontecerem durante o empréstimo de plenário, dependendo do assunto também será incluído na programação”, explicou.  Ramos afirmou que a idéia é criar um conteúdo voltado para a “valorização do cidadão, para as causas sociais” e destacou que poderia ser aberto espaço inclusive para o poder Executivo e Judiciário de Divinópolis. “Porque não ter um conteúdo produzido pelos poderes Executivo e Judiciário? Teremos 24 horas e é tempo suficiente para fazermos a divulgação e valorização de todos os poderes em mais um canal da cidadania para Divinópolis”, disse.

 

TV Candidés


Questionado se a transmissão pela TV Candidés seria então encerrada com a implantação do Canal Digital Legislativo, Flávio Ramos disse que a questão tem que ser avaliada já que a área de abrangência do Canal Digital será um pouco limitada, visto que muitos televisores não têm recepção digital para fazer a sintonia. “A transmissão, que é feita hoje pelo canal 13 é um sinal aberto e 100% das TVs sintonizam, então teremos que ter um prazo de espera para aumento dessa quantidade de telespectadores. Mas quando tivermos o sinal digital isso vai estimular o próprio consumidor a adquirir novos aparelhos porque não só o poder Legislativo, mas quando as outras emissoras instalaram o seu sinal digital, aí sim haverá um processo rápido para a alteração desse posicionamento do telespectador”, avaliou. 

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.